dailymotion-domain-verification-bf8367051eadca91-dmebea1o8ssgrxz1l Jacir Holowate: 2 de Dezembro de 2009 stat counters

Audiencia do site

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

reflexão


Por mais que lhe falem da tristeza...
prossiga Sorrindo.

Por mais que lhe demonstrem rancor...
prossiga Perdoando.

Por mais que lhe tragam decepções...
prossiga Confiando.

Por mais que o ameacem de fracasso...
prossiga apostando na Vitória.

Por mais que lhe apontem erros...
prossiga com os seus Acertos.

Por mais que discursem sobre a ingratidão...
prossiga Ajudando.

Por mais que noticiem a miséria...
prossiga crendo na Prosperidade.

Por mais que lhe mostrem destruições...
prossiga na Construção.

Por mais que lhe acenem doenças...
prossiga vibrando Saúde.

Por mais que exibam ignorância...
prossiga exercitando sua Inteligência.

Por mais que o assustem com a velhice
prossiga sentindo-se Jovem.

Por mais que plantem o mal...
prossiga semeando o Bem.

Por que vc é autor da sua historia
e vc é o protagonista da sua vida
vc leva o começo e o FIM
JUSTIÇA FEDERAL CONDENOU ADVOGADA A PAGAR INDENIZAÇÃO POR DANO MORAL À JUÍZA

A Justiça Federal condenou a advogada Marta de Assis Nogueira Calixto a pagar indenização por dano moral causado à juíza de direito Euma Mendonça Tourinho, em processo que tramitou junto à primeira vara da Seção Judiciária de Rondônia.


A sentença, assinada pela juíza federal Carmen Elizangela Dias Moreira de Resende, condenou Marta Calixto ao pagamento de R$ 12.000,00 (chegando depois a R$ 25.000,00 com correção e honorários advocatícios) e a OAB/RO, que funcionou no processo como assistente da parte ré, ao pagamento das custas processuais.


A ofensa moral à juíza foi praticada quando a advogada Marta Calixto, na qualidade de presidente da subseção da OAB/RO no município de Jaru, enviou diversos ofícios à presidência e à corregedoria do Tribunal de Justiça de Rondônia narrando fatos inverídicos e difamatórios contra a magistrada. Em um trecho do ofício injurioso endereçado ao TJ/RO, a advogada escreveu: “Ressalte-se que sequer aqui passou, apenas determinou via telefone que se redesignassem audiências já agendadas, demonstrando uma completa falta de respeito para com as partes e profissionais do direito”. Numa outra parte do expediente a condenada escreveu: “a Magistrada que solicitou permuta com o nobre Magistrado Fabiano Pegoraro Franco, terá mais licenças do que dias trabalhados na Comarca de Jaru, pois a previsão é de que fique uma semana em Jaru e duas fora”. A juíza Euma Tourinho fora removida para a comarca de Jaru e iria começar a trabalhar naquele
município. A crise entre ela e a subseção da OAB/RO local se deu no período entre a nomeação e a efetiva entrada em exercício da magistrada naquela comarca.


Segundo a sentença, ao noticiar aos órgãos de direção do Tribunal de Justiça o inconformismo dos advogados em face da atenção dada pelo judiciário estadual à Comarca de Jaru, utilizando-se como pretexto preocupação com a redesignação das datas das audiências marcadas e efetivo exercício da judicatura na Comarca, imputou a advogada à magistrada a pecha de má profissional e de faltar com o respeito no trato com as partes e advogados. Para a juíza Carmen Elizangela, a atitude de Marta Calixto deixou patente a intenção de denegrir a honra e a imagem da juíza Euma Tourinho perante a comunidade, indo além da preocupação da ré enquanto presidente da subseção da OAB em Jaru em buscar solução para as questões de redesignação de audiências.


Embora tenha ganho a causa, a juíza Euma Tourinho não quis desfrutar do dinheiro ganho com a ação de indenização e doou o montante para várias pessoas e entidades que praticam filantropia e trabalho social. “Meu principal escopo era demonstrar para a sociedade que um juiz, promotor, advogado ou qualquer outro cidadão tem um limite, em suas relações de trabalho (forense), que não pode ser ultrapassado; daí porque qualquer valor pago não repararia o sentimento de indignação sofrido. Por esse motivo, doar o valor recebido fez um bem maior a mim mesma e não àqueles que o receberam” – disse ela. O dinheiro foi destinado a Lindalva da Silva Souza Von Rondon (Cacoal-RO): R$ 1.000,00 (pessoa física que realiza trabalho voluntário na confecção de enxoval para bebê carente); Oficina do Amor (Cacoal-RO): R$ 1.000,00 (entidade que trabalha com enxoval para bebê carente); Rodolfo Gonçalves (Cacoal-RO): R$ 3.000,00 (professor de dança que realiza trabalho voluntário com crianças do Cernic - Centro de Reabilitação Neurológica Infantil de Cacoal); Associação Clube de Mães dos Setores 04 e 07 (Jaru-RO): R$ 3.000,00 (entidade semi-finalista do Prêmio Itaú Unicef/2009); Centro Espírita Bezerra de Menezes (Jaru-RO): R$ 500,00; Centro Espírita Seara do Mestre (Cacoal-RO): R$ 850,00; Centro Espírita irmão Jacob (Porto Velho-RO): R$ 500,00; Centro Espírita Bezerra de Menezes (Porto Velho-RO): R$ 500,00; Patrícia D’avila Pimenta (pessoa física carente que teve o curso de pedagogia quitado): R$ 9.016,00 ; Casa da Acolhida São Camilo (Cacoal-RO): R$ 200,00; Hospital Regional de Cacoal (RO): R$ 1.000,00 ; Associação Fernando Fonseca (Porto Velho-RO): R$ 3.550,00; Prof. Antonio Marques Nunes Vieira (Cacoal-RO): pessoa física que realiza trabalho voluntário com ensino de judô a alunos carentes: R$ 880,00; e Ação entre amigos (Cacoal-RO): R$ 100,00. A condenação ocorreu em 2007 e a última das seis parcelas da verba de indenização será paga em 14 de abril de 2010.


Perguntada sobre a grande lição jurídico-social que ficou desse fato, a juíza Euma Tourinho respondeu: - “A jurídica é que podemos - com as nossas atitudes - arcar com as consequências dos nossos atos. Todos provavelmente se recordam do período em que Fernando Henrique, então Presidente da República, chamou os aposentados de "vagabundos" porque pleiteavam aumento do salário-mínimo e não mais trabalhavam. Nesse caso, se a pessoa entendesse processar alguém penso que o processo devia - por uma questão de justiça - ser movido contra ele e não contra a União. Assim, quando alguém na sua função extrapola limites da razoabilidade deve ser responsabilizado por isso. Desde pequenos aprendemos com nossos pais que nossos direitos terminam onde começam os dos outros e que não devemos fazer aos outros o que não gostaríamos que fizessem conosco. Isso não é só legal, é bíblico, é cristão. Então, a lição jurídica acaba se confundindo com a social no sentido de termos limites no trato com as pessoas, independentemente de nossa função.”


Fonte: Assessoria.

Prefeito de Cujubim recebe a visita do gerente de Obras DER Sr. Lorival Amorim com a noticia de mais 2 KM de Asfalto.


Na manhã dessa última quarta-feira (25/11) o prefeito do município de Cujubim Ernan Amorim recebeu o gerente do DER no Estado de Rondonia Sr. Lorival Amorim, que veio trazer projetos com a noticia que o município de Cujubim terá mais 2KM de Pavimentação Asfáltica.

Ernan Amorim agradeceu Lorival Amorim pela a visita e pela noticia com os projetos para Cujubim e acrescentou dizendo “ A notícia veio em boa hora pois Cujubim é carente de tal recurso e ano que vem quero que o município esteja mais de 60% de ruas e avenidas asfaltadas”.

Juntamente com o Sr. Lorival Amorim, estava o Vereador Silvão (PMN), vereador Moisés, Secretário de Obras Antonival Pereira, conhecido popularmente como Váva´, o Presidente do (DEM), Moacir Passoni , na oportunidade os mesmos percorreram os pontos de ruas e avenidas do município que no projeto também o objetivo de atender a necessita de galerias pluviais ou pontes.

Lorival Amorim visitou também a Câmara de Vereadores do Município onde a mesma se encontra em reforma e ampliação e parabenizou o Presidente, vereador e presidente atual da Câmara Sr. Valcenir Doré e os demais vereadores atuante no município, pelo os trabalhos e desempenho que os mesmos vem realizando, uma vez que ele foi candidato a prefeito no município de Ariquemes e hoje sendo pré-candidato a Deputado Estadual e é conhecedor de como funciona os trabalho do executivo e legislativo e hoje atualmente sendo o presidente do diretório regional do PMN de Ariquemes que aproveitou o ensejo e se reuniu com o Sr.Claudemir Presidente do PMN de Cujubim, Fabiano Amaral e outras lideranças políticas do município.



Fonte:Enfocofest.com.br

Cujubim, o primeiro município no Estado habilitado na Gestão Básica


Na Capital de Rondônia (Porto Velho), houve uma reunião no último dia 23 de Novembro de 2009, na qual teve a participação da Secretaria de Ação Social de Cujubim (SEMAS), sendo ela representada pela a Secretária Municipal de Ação Social, Sr. Franciane Sampaio de Cujubim-Ro.





REUNIÃO E MAIS PARTICIPANTES:

Reunião esta da Comissão Intergestores Bipartile (CIB - 2009) onde se fazia presentes a Sr. Secretária Estadual de Assistência Social (SEAS) representando o governo Estadual, também secretárias do município de alto Paraíso, São Miguel, Monte Negro.

OBJETIVO DA REUNIÃO:

A reunião teve como objetivo a aprovação e avaliação em unanimidade dos municípios em base da última reunião em 2008 que foi explicado que antes
da escolha dos representantes ser feita por região do Estado como, por exemplo, Zona da Mata e Cone Sul, a nova orientação prioriza a contagem populacional do IBGE, cujos dados definirão se o município é de pequeno, médio ou grande porte, além da capital, Ficando assim o único município do Estado de Rondônia Habilitando na Gestão Básica ohos 52.

SECRETÁRIA DA SEAS:

Segundo a secretária da Seas, Tânia Pires, o evento, foi convocado para que a CIB de Rondônia comece a desenvolver as suas ações de acordo com as normas de orientação básica de 2008, que rege a política do Sistema Único da Assistência Social – Suas. “Nossa meta é descentralizar cada vez mais, o trabalho desenvolvido pela nossa pasta”, Finalizou Tânia Pires.





Fonte: EnfocoFest.com.br

Prefeitura intensifica ações de combate à Malária


Em uma ação reforçada com uma equipe de agentes dos município de Cujubim e Ariquemes com cerca de 12 profissionais, a Prefeitura de Cujubim-Ro, através da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) está realizando a continuidade da primeira etapa da operação “Força Tarefa Contra a Malária e Dengue”.

A operação que começou dia 25 de Novembro de 2009 e está sendo realizada simultaneamente nos setores onde tem mais índice do mosquito, sendo na Zona Rural e Urbanas do Município.

Os setores Rurais estão tendo prioridade na operação porque segundo o levantamento feito pela Semusa através da Divisão de Controle de Vetores, são os locais onde há maior incidência da malária. ”Quando nossos agentes realizam a busca ativa para identificar os casos suspeitos das doenças, nós já temos uma estatística dos locais onde há mais casos registrados e então elaboramos a nossa atuação conforme a necessidade mais urgente”, explica o coodernador de divisão municipal Seu Hélio.

Produto inofensivo

Alguns moradores ainda resistem à entrada do agente em suas casas sob a alegação de que o produto usado na borrifação intra-domiciliar é prejudicial a saúde, o que não é verdade, garantida pela a diretoria do Departamento de Vigilância Epidemiológica e Ambiental. “A borrifação é feita com um produto especial, do Ministério da Saúde e traz apenas o transtorno de ter que ficar fora de casa por uma hora, mas o produto além de secar rapidamente não faz nenhum mal à saúde das pessoas” garante.

Na área urbana, a borrifação é feita às 18hs e também logo cedo pela manhã. O objetivo é atingir os vetores da malária e dengue e também da Febre Amarela e Doença de Chagas. Os agentes solicitam que a população colabore com a ação de combate ao mosquito e que tenham a consciência que a borrifação é necessária.

Na oportunidades os agentes estão Orientando e Esclarecendo sobre a Educação e Saúde.

Fonte: Enfocofest.com.br