dailymotion-domain-verification-bf8367051eadca91-dmebea1o8ssgrxz1l Jacir Holowate: 4 de Dezembro de 2010 stat counters

Audiencia do site

sábado, 4 de dezembro de 2010

Rola Pinga

 Leonardo


Eu tenho um amigo
Um cara muito legal
Entrou numa de beber
E acabou se dando mal
Chega em casa tonto
E desmaia no sofá
A mulher dele reclama
Dorme sozinha na cama
Ouvindo ele roncar


A danadaé uma beleza
Uma fera acuada
Um avião de mulher
Que está sendo mal-amada
Ele já não faz aquilo
Do jeitinho que ela quer
Desse jeito o meu amigo
Está correndo perigo
De perder sua mulher

(refrão)
E rola pinga
Toma pinga
Come pinga
A mulher dele querendo binba
E ele só fora do ar
Café é pinga
Almoço é pinga
Janta é pinga
O homem já tá no quimba
E não pára de tomar.

Sem Medo De Ser Feliz

 Zezé di Camargo e Luciano


Tira essa paixão da cabeça
Tira essa tristeza do olhar
Já não faz sentido essa busca
Já não vale a pena chorar
Tempo perdido,amor bandido que ele te fez
Final da estória,você sem rumo mais uma vez

E como o rio busca o mar você vem me procurar
E encontra em meu peito esse amor q ele não quis te dar
Então viaja no meu corpo, sem medo de ser feliz
E eu te dou meu amor,faço amor como nunca fiz

REFRÃO
Perco a cabeça,me queimo em seu fogo
Eu sem juizo,faço o seu jogo
Sou seu brinquedo, o seu presente que caiu do ceu
Faço de tudo pra te agradar
Dorme em meus braços te faço sonhar
Mas nem amanheceu você ja me esqueceu
Mais uma vez você vai,leva um pedaço de mim
Mais uma vez vou ficar te esperando aqui

REPETE REFRAO

No Dia Em Que eu Saí De Casa

 Zezé di Camargo e Luciano

No dia em que eu saí de casa
Minha mãe me disse:
Filho, vem cá!
Passou a mão em meus cabelos
Olhou em meus olhos
Começou falar
Por onde você for eu sigo
Com meu pensamento
Sempre onde estiver
Em minhas orações
Eu vou pedir a Deus
Que ilumine os passos seus...

Eu sei que ela
Nunca compreendeu
Os meus motivos
De sair de lá
Mas ela sabe
Que depois que cresce
O filho vira passarinho
E quer voar...

Eu bem queria
Continuar ali
Mas o destino
Quis me contrariar
E o olhar
De minha mãe na porta
Eu deixei chorando
A me abençoar...

A minha mãe naquele dia
Me falou do mundo como ele é
Parece que ela conhecia
Cada pedra que eu iria
Por o pé
E sempre ao lado do meu pai
Da pequena cidade
Ela jamais saiu
Ela me disse assim:
Meu filho vá com Deus
Que este mundo inteiro é seu...

Eu sei que ela
Nunca compreendeu
Os meus motivos
De sair de lá
Mas ela sabe
Que depois que cresce
O filho vira passarinho
E quer voar...

Eu bem queria
Continuar ali
Mas o destino
Quis me contrariar
E o olhar
De minha mãe na porta
Eu deixei chorando
A me abençoar
E o olhar
De minha mãe na porta
Eu deixei chorando
A me abençoar
E o olhar
De minha mãe na porta
Eu deixei chorando
A me abençoar...

Tô Indo Embora

 Wilson e Soraia

Soraia: To indo embora
Wilson: Não estou te entendendo
Soraia: O encanto acabou
Wilson: E o que isso quer dizer
Soraia: A chama se apagou
Wilson: Não posso acreditar
Soraia: Você não percebeu
Wilson: Não quero ti ouvir
Soraia: Quantas vezes eu ti avisei, Mas você não mi deu atenção
Eu to indo embora
Wilson: Pelo amor de Deus
Soraia: Feche a porta, por favor,
Wilson: Não faz isso com agente
Soraia: Não vou olhar pra trás
Wilson: Eu só sei ti amar
Soraia: Lamento ti fazer sofrer
Wilson: Não quero ti perder
Soraia: Mais e tarde e eu não vou ficar com você

Soraia: Eu não ti amo mais
Wilson: E suas palavras de amor onde estão
Soraia: Me desculpe alias acho que nunca te amei
Wilson: Não me faça pensar que você me enganou
Soraia: Me encantei com seus olhos se eu já...
Wilson: Brincou com os meus sentimentos
Soraia: Sua forma de me tratar
Wilson: Impossível de acreditar
Soraia: Mais armar
Wilson: Se você me deixar eu ti mostro o amor
Soraia: É muito mais que gostar de estar
Wilson: Ao seu lado eu não vejo o tempo passar
Soraia: É sonhar
Wilson: Ti amar, e me amar
Soraia: Eu não sonho em ser sua e me dói continuar pra que, continuar... pra que
Wilson: Ti ensino a me querer
Soraia: To indo embora
Wilson: Pelo amor de Deus
Soraia: Feche a Porta, por favor,

Soraia: Não te amo mais
Wilson: E suas palavras de amor onde estão
Soraia: Me desculpe alias acho que nunca te amei
Wilson: Não me faça pensar que você me enganou
Soraia: Me encantei com seus olhos se eu já...
Wilson: Brincou com os meus sentimentos
Soraia: Sua forma de me tratar
Wilson: Impossível de acreditar
Soraia: Mais armar
Wilson: Se você me deixar eu ti mostro o amor
Soraia: É muito mais que gostar de estar
Wilson: Ao seu lado eu não vejo o tempo passar
Soraia: É sonhar
Wilson: Ti amar, e me amar
Soraia: Eu não sonho em ser sua e me dói continuar pra que, continuar pra que
Wilson: Ti ensino a me querer
Soraia: To indo embora (falando)
Wilson: Pelo amor de Deus
Soraia: Feche a Porta... por favor...

Ajoelhou Tem Que Rezar

 Wilson  e Soraia

Me dá um beijo meu bem
Que eu te dou um abraço
Depois de um beijo gostoso
O negócio fica fácil
Me dá um beijo meu bem
Que eu te dou um abraço
Depois de um beijo gostoso
Você faz e eu também faço

Deixa do jeito que tá

Pra gente ver como é que fica
Ta parecendo borracha
Quanto mais puxa estica
Se quiser água gostosa
Vai ter que beber na bica
Ajoelhou tem que rezar
Pra coisa ficar bonita

Quem não pode com a mandinga

Não carrega patuá
Se a mãe da moça é feia
A filha pode acompanhar
Na terra que só tem cego
Quem tem um olho é rei
Ajoelhou tem que rezar
E não pode parar no meio

Água mole pedra dura

Tanto bate até que fura
Mini-saia é coisa boa
Em cintura de tanajura
Cavalo conhece o dono
E não sabe a força que tem
Ajoelhou tem que rezar
E não adianta inhenhenhem