dailymotion-domain-verification-bf8367051eadca91-dmebea1o8ssgrxz1l Jacir Holowate: 28 de Setembro de 2010 stat counters

Audiencia do site

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Jacir esta de luto!!

De site


+ uma amiga que deixou este mundo.
Quinta feira (23/09) minha amiga de infancia passou mal, desmaiou, mas como ela sempre tinha este probrema de desmaio, nao foi levado a serio, mas mesmo assim a mae dela ligou para pronto socorro, foi levada para hospital, chegou no hospital ja foi direto para sala da U.T.I, ela tinha diabete, mas a familia nao sabia, nao tinha conhecimento desta diabete e como ela nao tirava as coisa doce da boca, era bala, chiclete, pirulito, etc..ai a diabete atacou de vez, feito os exames, os medicos disseram q nao tinha salvaçao, pois o diabete ja estava muito avançado, nao tinha cura... permaneceu quinta, sexta, sabado, domigo e segunda em côma, vindo a falecer as 19:00 horas de segunda feira (27/09), o corpo foi sepultado quarta feira (29/09) as 09:00 da manhã. ela morava no municipio de Cujubim, que fica 200 km de Porto Velho, capital de Rondonia, ai após a separação dos pais, a mae dela se juntou com outro cara e foram embora para uma cidade do interior do Acre, la que ela faleceu, o corpo foi trazido para municipio de Cujubim, inteior de Rondonia, pois la em Cujubim que mora os avós, tios, tias, primos, primas, enfim todos os parentes da parte da mae e do pai. estudamos desde a primeira serie no mesmo colegio, na mesma sala, morá-vamos distancia de 150 metros, eu, ela e os irmaos dela jogá-vamos futebol, futsal, voleibol todos fins de semanas, enfim a gente cresceu junto. ai infelismente aconteceu isso, mas faz parte da vida, na vida ums chega a este mundo e outros se dispede deste mundo, o sonho dela é ser juiza, desde os 7 anos, quando a gente entrava no assunto "profissao quando for adulto" ela sempre falava pra todos que ela queria e ia ser juiza, estava estudando pra isso. Mas infelismente o sonho foi interrumpido de uma forma tragica, de uma forma inesperada. Descanse em paz Michele!!!


De site

Capítulo 13 - O Perdão de Deus.

Não havia impressões digitais. Nenhuma arma foi descoberta. Ninguém viu o assassino entrar no consultório do médico. Ninguém nem mesmo ouviu os tiros sendo disparados. Mas o médico foi encontrado esticado no chão atrás de sua escrivaninha. Cinco balas haviam lhe furado o peito.
Isso parecia um crime perfeito. A polícia, a princípio, não conseguiu encontrar nenhuma pista. Mas então, percebeu-se um pequeno fio preso a um porta-lápis em cima da escrivaninha. O fio levava a um toca-fitas que se encontrava dentro de uma gaveta da escrivaninha. Foi descoberto que o porta-lápis em realidade ocultava um microfone que o médico usava para gravar suas conversas com os pacientes durante as sessões de aconselhamento.
Os investigadores rapidamente rebobinaram a fita e, para surpresa geral, começaram a ouvir uma repetição do crime. Um homem de nome Antônio entrara no escritório e começara uma acalorada discussão com o médico. Tiros foram disparados. A fita terminava com os terríveis gemidos do médico morto no carpete.
Cada detalhe macabro havia sido gravado. O assassino pensou que seu crime permaneceria para sempre em segredo. Ele tinha sido cuidadoso para não deixar pistas. Mas a fita contou toda a história.
Nessa lição, iremos aprender sobre o julgamento final de Deus, quando todos os seres humanos serão "julgados de acordo com o que" têm feito (Apocalipse 20:12). Para aqueles que não aceitaram a Cristo como seu Salvador, essas serão notícias péssimas. Mas o julgamento é uma notícia maravilhosa para aqueles que encontraram segurança em Cristo.
1. COMO VOCÊ PODE ENFRENTAR O JULGAMENTO SEM TEMOR
Quem julgará o mundo?
"O Pai a ninguém julga, mas confiou todo o julgamento ao Filho". João 5:22 (A não ser quando indicado, todos os textos bíblicos da série DESCOBERTAS BÍBLICAS são da Nova Versão Internacional da Bíblia [NVI].).
Como a cruz preparou Cristo para se tornar o nosso Juiz?
"Deus O [a Jesus] ofereceu como sacrifício para propiciação mediante a fé, pelo seu sangue, demonstrando a sua justiça... a fim de ser JUSTO E JUSTIFICADOR daquele que tem fé em Jesus". Romanos 3:25, 26
A morte de Cristo em nosso favor O capacita para agir tanto como justo Juiz quanto como um gracioso Justificador, que pode perdoar o pecador arrependido. Quando a audiência do universo faz a pergunta: "Como um juiz imparcial pode declarar que uma pessoa culpada é inocente?" Cristo responde apontando para as cicatrizes de Suas mãos. Ele já pagou o preço justo por nossos pecados em Seu próprio corpo.
Os livros do céu preservam um registro de cada vida individual, e esses registros são utilizados no julgamento (Apocalipse 20:12). Isso é notícia ruim para aqueles que imaginam que seus pecados e crimes secretos nunca serão revelados. Mas há notícias maravilhosas para aqueles que aceitaram sinceramente a Cristo como seu Advogado no céu: "O sangue de Jesus... nos purifica de todo pecado" (I João 1:7).
O que Jesus oferece em troca de nossa vida de pecado?
"Deus tornou pecado por nós Aquele [Cristo] que não tinha pecado, para que nele nos tornássemos justiça de Deus". II Coríntios 5:21
Nossa vida de pecado é trocada pela vida perfeita de justiça de Cristo. Por causa da vida sem pecados e da morte de Jesus, Deus pode nos perdoar e nos tratar como se nunca tivéssemos pecado.
O que qualifica Jesus para ser nosso Advogado e Juiz?
2. CRISTO VEIO NO TEMPO CERTO
No Seu batismo, Jesus foi ungido pelo Espírito Santo:
"Assim que Jesus foi batizado, saiu da água. Naquele momento o céu se abriu, e ele viu o Espírito de Deus descendo como pomba e pousando sobre Ele. Então uma voz dos céus disse: 'Este é o meu Filho amado, em quem me agrado'". Mateus 3:16, 17
Após a unção de Cristo pelo Espírito Santo em Seu batismo, os discípulos anunciaram:
"Achamos o Messias". João 1:41
Os discípulos sabiam que a palavra hebraica para "Messias" e a palavra grega para "Cristo" ambas significavam "o Ungido".
Lucas, um discípulo de Jesus, registrou a data da unção de Jesus como o Messias: o décimo quinto ano de Tibério César (Lucas 3:1). Para nós, isso seria o ano 27 AD.
Mais de 500 anos antes da vinda de Jesus, o profeta Daniel predisse que Jesus seria ungido como Messias no ano 27 AD:

"A partir da promulgação do decreto que manda restaurar e reconstruir Jerusalém até que o Ungido... venha, haverá sete semanas, e sessenta e duas semanas". Daniel 9:25
Sete semanas e sessenta e duas semanas perfazem um total de sessenta e nove semanas ou 483 dias (7 x 69 = 483 dias). Na profecia bíblica, o simbolismo de um dia equivale a um ano (Ezequiel 4:6; Números 14:34). Logo, os 483 dias são iguais a 483 anos. Daniel predisse que um decreto seria promulgado para restaurar e reconstruir Jerusalém, exatamente 483 anos depois desse decreto, o Messias apareceria.
Será que Jesus apareceu como Messias no tempo predito? Artaxerxes promulgou o decreto para reconstruir Jerusalém em 457 AC (Esdras 7:7-26). Os 483 dias, então, terminaram no ano 27 AD (457 AC + 27 AD = 484. O decreto foi promulgado durante o ano 457 e Cristo foi ungido durante o ano 27 AD, fazendo com que ambos sejam contados parcialmente, por isso o tempo correto seria 483 anos).
No tempo exato que havia sido predito, no ano 27 AD, Jesus apareceu com a mensagem: "O tempo é chegado". A precisão do cumprimento dessa profecia bíblica é uma confirmação impressionante que Jesus de Nazaré verdadeiramente é o Messias, o Deus encarnado em forma humana.
Por quanto tempo Jesus confirmaria a promessa?
"Com muitos Ele fará uma aliança [promessa] que durará uma semana". Daniel 9:27, primeira parte.
Quando aplicamos o princípio dia-ano, essa semana seria de sete anos. Por isso, por sete anos, de 27 a 34 AD, Jesus faria "uma aliança" ou promessa. Ele tinha feito essa promessa a Adão e Eva pouco depois de terem pecado. Deus fez uma aliança, uma promessa, que Ele salvaria a raça humana do pecado através da morte de Alguém que seria enviado para morrer por nossos pecados (Gênesis 3:15).
O que deveria acontecer no meio da sétima semana?
"No meio da semana Ele dará fim ao sacrifício e à oferta". Daniel 9:27, última parte.
Jesus foi crucificado em 31 AD, no "meio da semana". No momento da morte de Cristo, Deus rasgou "o véu do templo... de alto a baixo". (Mateus 27:51). A oferta sacrifical que estava próxima de ser sacrificada (um símbolo de Jesus, "o Cordeiro de Deus") escapou das mãos do sacerdote. Esse era um sinal de que Deus não desejava mais que a humanidade oferecesse sacrifícios de animais. Ao cumprir a profecia ao pé da letra, Jesus pôs um fim na necessidade de outros sacrifícios serem oferecidos. Desde a morte de Cristo, as pessoas ganharam acesso a Deus não através de sacrifícios animais e sacerdotes humanos, mas através do Messias, o Cordeiro de Deus e nosso Sumo Sacerdote.
3. A CERTEZA DO PERDÃO DOS PECADOS
De acordo com a profecia de Daniel, por que Jesus morreu?
"O Líder de Deus [o Ungido] será morto injustamente". Daniel 9:26, Versão Nova Tradução na Linguagem de Hoje.
Em Sua morte na cruz, Jesus foi morto injustamente. Ele morreu não para pagar o preço do Seu próprio pecado, mas para pagar o preço dos pecados do mundo inteiro.
Como podemos saber que todos os nossos pecados são perdoados por Deus?
"Justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo para todos os que crêem... TODOS PECARAM... [e são] JUSTIFICADOS gratuitamente POR SUA GRAÇA, por meio da redenção que há em Cristo Jesus... MEDIANTE A FÉ, PELO SEU SANGUE". Romanos 3:22-25
Os pontos chaves nesses versos são: "Todos pecaram" mas por causa da "graça" de Deus, todos são "justificados", mediante a "fé" no poder purificador do "sangue" de Cristo. Quando somos justificados, Deus nos declara inocentes, eliminando a culpa de nossos pecados passados. E Deus nos declara justos; "justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo".
Todos nós que estamos exaustos pela busca de sermos suficientemente bons, a fim de nos elevarmos a nós mesmos, podemos encontrar descanso real na aceitação graciosa de Cristo. Ele promete: "Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso" (Mateus 11:28). Todos nós que estamos sobrecarregados pelas cicatrizes do passado e pelas dores de um sentimento de inadequação e vergonha podemos encontrar paz e completude em Cristo.
4. O COMEÇO DO TEMPO DE JULGAMENTO
No oitavo capítulo de Daniel, um anjo mostrou ao profeta um grande panorama do futuro. Daniel viu (1) um carneiro, (2) um bode, e (3) saindo de um dos chifres do bode, "um pequeno chifre que logo cresceu em poder" (Daniel 9:8, 9); símbolos representando (1) Medo-Pérsia, (2) Grécia, e (3) Roma (Daniel 8:1-12, 20-26).
Qual é a quarta parte da profecia?
"'Quanto tempo durarão os acontecimentos anunciados por esta visão? Até quando será suprimido o sacrifício diário...?' Ele me disse: 'Isso tudo levará duas mil e trezentas tardes e manhãs [em Hebraico, dias]; então o santuário será reconsagrado [purificado]'". Daniel 8:13, 14
Daniel desmaiou antes que o anjo pudesse explicar a parte da profecia sobre os 2.300 dias, e o oitavo capítulo termina sem a interpretação da mesma. Porém, mais tarde, o anjo reapareceu e disse:
"Preste atenção à mensagem para entender a visão: Setenta semanas estão decretadas [em Hebraico, separadas] para o seu povo e sua santa cidade a fim de acabar com a transgressão, dar fim ao pecado, expiar as culpas". Daniel 9:22
Os 2.300 dias, claro, são 2.300 anos, cada dia representando um ano (Ezequiel 4:6). Setenta semanas, ou 490 anos, constituiu a primeira parte do período de 2.300 anos. Ambos os períodos começaram no ano 457 AC, quando a Pérsia promulgou o decreto "para restaurar e reconstruir Jerusalém". Subtraindo 490 anos dos 2.300 anos, sobram 1810. Somando 1810 anos a 34 DC, que foi a data que terminaram os 490 anos, isso nos leva a 1844 AD.
5. O SANTUÁRIO CELESTIAL PURIFICADO - UM JULGAMENTO
O anjo disse a Daniel em 1844, no final dos 2.300 dias, "o santuário será purificado" (Daniel 8:14, Almeida Revista e Atualizada, 2a edição). Mas o que isso significa? Desde o ano 70 AD, quando os romanos destruíram o templo em Jerusalém, o povo de Deus não tem um templo na terra. Por isso, o santuário a ser purificado, começando em 1844, teria que ser o santuário celestial do qual o santuário terrestre era uma réplica.
Como descobrimos na Lição 12, a atividade de Cristo por nós no santuário tem duas fases: (1) Os sacrifícios diários concentravam-se no ministério do sacerdote no primeiro compartimento do santuário, o Lugar Santo. (2) O sacrifício anual concentrava-se no ministério do Sumo Sacerdote no segundo compartimento, o Lugar Santíssimo (Levítico 16).
No santuário terrestre, quando as pessoas confessavam seus pecados a cada dia, o sangue dos animais mortos era aspergido nas pontas do altar, e então transferido para o Lugar Santo (Levítico 4 e 6). Assim, simbolicamente, dia após dia, os pecados confessados eram trazidos para o santuário e depositados ali.
Então, uma vez por ano, no Dia da Expiação, o santuário era purificado de todos os pecados confessados durante o ano que tinha passado (Levítico 16). Para efetuar essa purificação, o Sumo Sacerdote fazia um sacrifício especial de um bode consagrado. Ele então levava o sangue do bode para o Lugar Santíssimo e aspergia esse sangue de purificação diante da tampa da arca, para mostrar que o sangue de Jesus, o Redentor vindouro, pagaria o preço pelos pecados. O Sumo Sacerdote então, simbolicamente, removia os pecados confessados do santuário e os transferia para outro bode, que era levado para fora do acampamento, para morrer no deserto (Levítico 16:20-22).
Essa cerimônia anual do Dia da Expiação purificava o santuário do pecado. O povo considerava esse dia como um dia de julgamento, pois aqueles que se recusassem a confessar seus pecados eram considerados pecadores e eram eliminados do povo de Deus. (23:29).
O que o sumo sacerdote simbolicamente fazia uma vez por ano, Jesus fará de uma vez por todas como nosso Sumo Sacerdote (Hebreus 9:6-12). No grande dia do julgamento, Ele removerá do santuário os pecados confessados de todos os que O aceitaram como Salvador. Se tivermos confessado nossos pecados, Ele irá apagar para sempre os registros dos nossos pecados naquele dia (Atos 3:19). Esse ministério é o trabalho de julgar que Jesus deu início em 1844.
Em 1844 quando a hora do julgamento de Deus começou no céu, uma mensagem sobre essa hora do julgamento começou a ser pregada pelo mundo (Apocalipse 14:6, 7). Uma lição futura das DESCOBERTAS BÍBLICAS tratará dessa mensagem.
6. ENFRENTANDO O REGISTRO DA SUA VIDA NO JULGAMENTO
Desde 1844, Cristo, como Juiz, tem estado verificando os registros da vida de cada pessoa que já viveu nessa terra, para confirmar quem será salvo quando Jesus vier. Como nosso Juiz, Jesus cancelará todos os pecados dos juntos dos registros celestiais (Atos 3:19).
Quando nosso nome aparecer no julgamento, será fácil enfrentar o registro de sua vida, caso você tenha aceitado Cristo como seu Substituto. Quando o julgamento dos justos tiver terminado, Jesus voltará para recompensá-los (Apocalipse 22:12, 14).
Está você pronto para a volta de Jesus? Ou ainda há alguma coisa que você tem mantido em segredo dEle? Busque ter um relacionamento pessoal e honesto com Aquele que promete:
"Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça". I João 1:9
Confissão simplesmente significa concordar em enfrentar nossos pecados, aceitar o perdão de Deus, e reconhecer nossa necessidade de Seu poder e graça.
Enquanto estava visitando a prisão de Potsdam, o Rei Frederico William I ouviu um grande número de pedidos de perdão. Todos os prisioneiros juravam que juízes preconceituosos, testemunhas falsas, ou advogados inescrupulosos eram responsáveis por seus aprisionamentos. Indo de cela em cela, o rei ouvia a mesma história de inocência.
Mas, numa cela, um prisioneiro não disse nada. Com surpresa, Frederico brincou: "Eu suponho que você também é inocente".
"Não, Majestade", o homem respondeu. "Eu sou culpado e mereço totalmente tudo o que acontecer comigo".
O rei virou-se para o guarda e falou em voz alta: "Rápido, libertem esse malandro imediatamente, antes que ele corrompa esse grande número de cavalheiros inocentes que aqui estão".
Como você está se preparando para o julgamento? Como estamos nos preparando para a vinda de Cristo? Você só precisa de uma confissão honesta da verdade: "Eu mereço totalmente a penalidade da morte pelos meus pecados, mas Outro tomou meu lugar e me deu um perdão maravilhoso".
Faça um compromisso agora mesmo de que independente do que aconteça a você seu relacionamento com Cristo há de ser honesto e sincero, e proveniente do fundo do seu coração.

Capítulo 10 - Quando Virá Jesus?

A maioria de nós tem um desejo quase que incontrolável de saber o futuro. Queremos saber o que se esconde além do horizonte. No entanto, predições acuradas provam-se totalmente enganosas. Temos grande dificuldade em prever mesmo como será o clima amanhã!
Contudo, há Alguém cujas profecias têm se provado incrivelmente precisas. Jesus Cristo, através de Sua Palavra, pode nos conduzir ao futuro em segurança; Ele é um guia confiável. Nessa lição veremos o que Jesus tinha a dizer sobre Sua segunda vinda. Afinal, quem mais poderia saber sobre o fim do mundo senão Aquele que o criou no princípio?
1. SINAIS DE QUE JESUS VOLTARÁ EM NOSSO DIAS
Depois de Jesus ter assegurado a Seus discípulos que Ele voltaria ao nosso mundo uma segunda vez (Mateus 23:39), o que eles Lhe perguntaram?
"Dize-nos, quando acontecerão essas coisas? E qual será O SINAL DA TUA VIDA e do fim dos tempos?". Mateus 24:3 (A não ser quando indicado, todos os textos bíblicos da série DESCOBERTAS BÍBLICAS são da Nova Versão Internacional da Bíblia [NVI].).
Jesus respondeu clara e positivamente a essa pergunta. No capítulo 24 de Mateus no capítulo 21 de Lucas, Ele pessoalmente mostra vários "sinais" ou evidências pelas quais podemos saber quando Sua vinda estiver próxima. Outras profecias bíblicas ajudam a completar o quadro, detalhando as condições do mundo pouco antes da volta de Cristo. Como veremos, essas profecias estão se cumprindo diante de nossos olhos; elas indicam que o retorno de Jesus a esta terra está bem próximo.
Vejamos dez sinais preditos na profecia bíblica e que indicam que o céu se aproxima. Então, veremos que perguntas uma pessoa que esteja trilhando esse caminho pode se fazer quando os lê.
SINAL 1: ANGÚSTIA, TERROR, PERPLEXIDADE
Há mais de dezenove séculos atrás, Jesus deu uma descrição profética da vida contemporânea tão verdadeira, que parece que ele estava lendo os jornais da atualidade.
"Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra, AS NAÇÕES ESTARÃO EM ANGÚSTIA E PERPLEXIDADE com o bramido e a agitação do mar. OS HOMENS DESMAIARÃO DE TERROR, APREENSIVOS COM O QUE ESTARÁ SOBREVINDO AO MUNDO; e os poderes celestes serão abalados. ENTÃO, SE VERÁ O FILHO DO HOMEM vindo numa nuvem com poder e grande glória. Quando começarem a acontecer estas coisas, levantem-se e ergam a cabeça, porque estará próxima a redenção de vocês". Lucas 21:25-28
Não poderia haver uma descrição mais precisa sobre o mundo atual do que esta: "Os homens desmaiarão de terror, apreensivos com o que estará sobrevindo ao mundo". Armas nucleares são capazes de destruir completamente o planeta. E se, por acaso, alguns terroristas conseguirem se apossar de alguma ogiva nuclear?
Jesus nos dá um fundamento para nossa esperança nessa era de calamidades. A crise atual do planeta, "angústia e perplexidade", apenas reforça a verdade de que a volta de Cristo está "próxima". As pessoas hoje freqüentemente murmuram com frustração: "Vejam no que o mundo se tornou!" Mas o estudante das profecias bíblicas pode exclamar com esperança: "Vejam QUEM está próximo de vir ao nosso mundo!".
SINAL 2: CALAMIDADES MUNDIAS
Como os desastres naturais se encaixam nos eventos dos últimos dias?
"Haverá grandes TERREMOTOS, FOMES e PESTES em vários lugares, e acontecimentos terríveis e grandes sinais provenientes do céu... Quando virem essas coisas acontecendo, saibam que O REINO DE DEUS ESTÁ PRÓXIMO". Lucas 21:11, 31
Pense por um momento sobre a fome. Imagens de crianças famintas, em pele e osso aparecem regularmente nos jornais. É muito estranho pensar que um mundo que pode mandar homens à lua, NÃO POSSA alimentar todos os seus habitantes, não é? Jesus sabia que a fome persistiria, e que a natureza humana orgulhosa ficaria ainda pior quando chegasse o final dos tempos.
E quanto aos terremotos? De acordo com o Almanaque Mundial de 1999, século após século da era cristã tem apresentado um aumento substancial nos grandes terremotos: No século 18, 6 grandes terremotos; no século 19, 7; no século 20, mais de 100. Assim, as evidências crescem mais dramaticamente à medida que nos aproximamos mais e mais dos dias atuais.
Esses incidentes confirmam a profecia de Jesus. As fomes e os grandes terremotos estão ficando cada vez mais freqüentes - o reino de Deus está próximo! Será que nosso século atual trará mais de uma centena de terremotos, ou será que trará a volta do Rei dos Reis?
SINAL 3: O ACÚMULO DE RIQUEZAS
O que significa a realidade de que a riqueza concentra-se na mão de cada vez menos pessoas, enquanto que a pobreza torna-se cada vez mais comum entre as pessoas?
"Vocês acumularam bens nestes últimos dias". Tiago 5:3
Apesar de todos os planos econômicos, os ricos continuam a ficar mais ricos, e os pobres a ficar mais pobres. As fortunas multimilionárias de algumas pessoas são outro sinal que nos mostra que a "vinda do Senhor está próxima". (verso 8)
SINAL 4: AGITAÇÃO CIVIL
Por que tem crescido tão acentuadamente o descontentamento e a agitação entre os empregados e empregadores?
"Vejam, o salário dos trabalhadores que ceifaram os seus campos, e que vocês retiveram com fraude, está clamando contra vocês. O LAMENTO DOS CEIFEIROS [trabalhadores] CHEGOU AOS OUVIDOS DO SENHOR DOS EXÉRCITOS. Sejam também pacientes e fortaleçam o seu coração, pois a VINDA DO SENHOR ESTÁ PRÓXIMA". Tiago 5:4, 8
Depois de predizer um acúmulo sem precedentes de riqueza em nossos dias, Tiago previu uma agitação civil da parte dos trabalhadores descontentes. A tensão entre os que têm e os que não têm continua a crescer. Eis aí outro sinal de que "a vinda do Senhor está próxima".
SINAL 5: DECADÊNCIA MORAL
Por que o nível moral de nossa sociedade para estar se extinguindo?
"Saiba disto: nos ÚLTIMOS DIAS sobrevirão TEMPOS TERRÍVEIS. Os homens serão egoístas, avarentos, presunçosos, arrogantes, blasfemos, desobedientes aos pais, ingratos, ímpios, sem amor pela família, irreconciliáveis, caluniadores, sem domínio próprio, cruéis, inimigos do bem, traidores, precipitados, soberbos, mais amantes dos prazeres do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando o seu poder... Contudo, OS PERVERSOS E IMPOSTORES IRÃO DE MAL A PIOR, ENGANANDO E SENDO ENGANADOS". II Timóteo 3:1-5, 13
Será que alguém poderia pensar numa descrição mais precisa de nosso mundo do que esta? Aponte a máquina fotográfica para qualquer direção atualmente e você obterá uma foto do materialismo arrogante. Você terá uma imagem da chocante realidade do abuso e molestamento de crianças. Você terá incontáveis cenas de jovens descontrolados, crianças em idade juvenil já matando e aleijando sem razão. Todas essas coisas formam uma galeria de imagens que proclama em voz alta que Jesus em breve virá.
SINAL 6: DIVULGAÇÃO DO OCULTISMO
Por que estamos vendo uma explosão de interesse no ocultismo?
"Pois aparecerão falsos cristos e falsos profetas que realizarão grandes sinais e maravilhas para, se possível, enganar até os eleitos". Mateus 24:24
Essas passagens predizem que o tempo do fim terá todo tipo de milagres e sinais, uma manifestação enganosa do sobrenatural. Bruxas e magos aparecem em programas de televisão. Seguidores da Nova Era estão por todo lugar, vendendo cristais mágicos e entrando em contato com espíritos que já se foram. Sinais e maravilhas de engano estão por todos os lugares. Tudo isso esclarece ainda mais que, como foi predito por Jesus, estamos vivendo no tempo da "vinda do Filho do Homem" (verso 27)
SINAL 7: UM DESPERTAMENTO DO MUNDO
Qual é o significado do grande reavivamento religioso que está ocorrendo na África, no Oriente Médio, na Europa Oriental, e nas nações da Ásia?
"DESPERTEM, NAÇÕES,... Lancem a foice, pois a colheita está madura... tão grande é a maldade dessas nações! Multidões, multidões no vale da Decisão! POIS O DIA DO SENHOR ESTÁ PRÓXIMO, no vale da Decisão". Joel 3:12-14
Hoje, nos países da Ásia, África, Europa Oriental, Antiga União Soviética e Oriente Médio, pode-se testemunhar o que talvez seja o mais abrangente despertar religioso das nações de que se tem registro na história, pois "o dia do Senhor se aproxima".
SINAL 8: OS PLANOS DE PAZ E AS PREPARAÇÕES PARA A GUERRA
Vivemos num mundo estranho. Todos concordam que precisamos dar uma chance para a paz. Falamos de paz; contudo, hostilidades não expressadas, e que já duram vários séculos, explodem em conflitos abertos. Os profetas Miquéias e Joel predisseram que ao mesmo tempo em que as nações falassem de paz (Miquéias 4:1-3), a desconfiança nos outros os compeliria à guerra (Joel 3:9-13).
Há muito tempo atrás, a Bíblia apresentou nosso dilema entre guerra-paz, e declarou que a paz permanente se tornaria real apenas quando Jesus voltar.
SINAL9: O PROGRESSO MODERNO
Por que, após séculos da história humana, os sistemas de transportes e de comunicações aproximaram tanto o mundo?
"ATÉ O TEMPO DO FIM. Muitos irão por todo lado em busca de maior conhecimento". Daniel 12:4
Daniel aqui indica que o conhecimento de suas profecias aumentaria "até o tempo do fim". Mas, essa profecia também parece apontar diretamente para nossa era de informação computadorizada. O conhecimento em todas as áreas tem aumentado à velocidade da luz nos anos recentes. Tem havido mais mudanças nos últimos cinqüenta anos do que nos dois mil anteriores.
"MUITOS IRÃO POR TODO LADO em busca de maior conhecimento". Antes de 1850, as pessoas andavam por aí em cavalos e charretes, quase igual ao que tinham feito desde o princípio dos tempos. Agora, quebramos a barreira do som e cruzamos o planeta em qualquer coisa, desde aviões Concordes até naves espaciais.
O aumento das viagens e a recente enxurrada de invenções nos dão mais evidências de que estamos vivendo no "tempo do fim".
SINAL 10: O EVANGELHO POR TODO O MUNDO
Jesus profetizou que pouco antes da Sua vinda, o evangelho alcançaria todo o mundo:
"E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo como testemunho a todas as nações, e então virá o fim". Mateus 24:14.
Por décadas, quase metade do planeta esteve com as portas fechadas para o Evangelho por causa da cortina de ferro. Então, quase que da noite para o dia, a Europa Oriental se libertou das cadeias de ferro do comunismo. O muro de Berlim caiu, e o poderoso Império Soviético se dividiu. Em pouco tempo, praticamente metade do planeta abriu os braços para receber o evangelho.
O evangelho está verdadeiramente sendo espalhado por "todo o mundo" como nunca foi visto antes. Através do satélite, a mensagem cristã está sendo apresentada simultaneamente para praticamente todas as nações da terra. Estamos vivendo nos dias preditos por Jesus quando declarou: "Este evangelho do reino será pregado em todo o mundo" e "então virá o fim".
2. QUANTO TEMPO FALTA PARA A VOLTA DE JESUS?
Depois de descrever os eventos que caracterizariam o tempo que precederia Sua segunda vida, Jesus concluiu sua mensagem dizendo:
"Eu lhes asseguro que não passará esta geração até que todas essas coisas aconteçam". Mateus 24:34
A conclusão é óbvia: a geração retratada por esses sinais da profecia veriam o retorno de Jesus à terra. Não falta muito mais para que Ele venha purificar do pecado e extinguir o sofrimento, estabelecendo Seu reino eterno. Contudo, Jesus avisa: "Quanto ao dia e à hora ninguém sabe". (verso 36).
E Ele continua:
"Assim, vocês também precisam estar preparados, porque o Filho do Homem virá numa hora em que vocês menos esperam". Mateus 24:44
3. JESUS, A ÚNICA ESPERANÇA DO MUNDO
Cristo é a última e única esperança para nosso mundo, pois somente Ele pode lidar com a única coisa que verdadeiramente nos destrói - o pecado. Jesus morreu no Calvário para tornar possível vencermos o mal e libertar todos os que respondem à Sua oferta de salvação.
"Aquele que pratica o pecado é do Diabo, porque o Diabo vem pecando desde o princípio. Para isso o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do Diabo". I João 3:8
Nosso Salvador criou uma alternativa para nosso mundo despedaçado pelo sacrifício de Sua própria vida e o derramamento de Seu sangue. E o mesmo Jesus, que algum dia nos dará cura para todas as doenças do mundo através da destruição do pecado, se oferece agora mesmo para apagar a culpa do pecado da sua vida. Você não precisa esperar pela Segunda Vinda para encontrar libertação da culpa, da ansiedade, e do comportamento destrutivo. Jesus está disposto a lhe conceder Sua bondosa paz nesse exato momento.
Ao ir a uma reunião religiosa, uma jovem mulher se sentiu tocada de maneira particular pela apresentação do evangelho. Enquanto ouvia a história da vinda do nosso Salvador, todas peças do quebra cabeça que era a sua vida começaram a se encaixar. Isso fazia sentido. Ela descobriu que tinha buscado amor, felicidade e paz em todos os lugares errados. Jesus tinha de ser a resposta.
No dia seguinte, quando o evangelista e seu associado foram visitá-la, ela desabafou com eles e lhes contou uma história de vida que estava amargurada e partida em pedaços. Ela havia descido ao fundo do poço como alcoólatra, e estava sobrevivendo através da prostituição. Depois de descrever seus problemas, ela soluçando disse: "Você realmente falou para mim ontem à noite".
Mas a voz que tinha alcançado o coração dela era a voz de Deus. E Ele estava falando gentilmente. Ela decidiu depositar todo aos Seus pés. Ela convidou Cristo a entrar em seu coração e ser o Salvador e Senhor da sua vida, de forma que ela também pudesse partilhar da esperança do Seu breve retorno.
Nas semanas que se seguiram, ela começou a perceber que seus muitos medos e inseguranças, a que sempre buscava esquecer através da bebida, desapareciam quando ela passava tempo se comunicando com Jesus. Ele começou a libertá-la das compulsões que destruíam sua vida.
Ela tinha feito muitas coisas das quais não se orgulhava, mas a graça e o perdão de Cristo se mostraram mais fortes que sua vergonha. A experiência do ladrão na cruz significou muito para ela. Nas suas últimas e desesperadoras horas, ele se virou para o Sofredor Inocente ao seu lado e pediu: "Jesus, lembra-te de mim quando entrares no Teu reino". (Lucas 23:42)
Jesus imediatamente respondeu ao ladrão, prometendo que ele teria um lugar no paraíso (verso 43). O mesmo Jesus que graciosamente ofereceu perdão para um ladrão que estava morrendo, oferece a você agora mesmo a salvação, o perdão total e a paz de espírito. Descubra isso por você mesmo hoje.
Você também pode orar como um ladrão na cruz: "Jesus, lembre-se de mim quando vieres buscar os santos para o Teu reino". E Jesus responderá: "Quando Eu retornar, você estará comigo no paraíso".

Capítulo 24 - O que acontece quando uma pessoa morre?

Nós nos encolhemos quando pela primeira vez uma criança nos pergunta: "O que significa morrer?" Temos dificuldades de falar, ou até mesmo de pensar, na morte de alguém que amamos. A morte é o inimigo em comum de todas as pessoas em todos os lugares.
Quais são as respostas para as perguntas difíceis sobre a morte? Há vida após a morte? Será que voltaremos a ver nossos amados que morreram?
1. ENFRENTANDO DESTEMIDAMENTE A MORTE
Todos nós, em determinados momentos, talvez pouco depois do falecimento de um amigo ou pessoa querida, temos a sensação de um vazio no coração, um sentimento de solidão que toma conta de nós e que nos conscientiza da finitude da vida.
Com respeito a um assunto tão importante, tão cheio de emoções, onde podemos aprender a verdade sobre o que acontece quando morremos? Felizmente, parte da missão de Cristo aqui na terra foi libertar "aqueles que durante toda a vida estiveram escravizados pelo medo da morte" (Hebreus 2:15). Na Bíblia, Jesus apresenta mensagens confortadoras, e responde claramente a todas as nossas perguntas sobre a morte e a vida futura.
2. A MANEIRA QUE FOMOS FEITOS POR DEUS
Para entender a verdade sobre a morte na Bíblia, precisamos começar do princípio e ver de que maneira fomos feitos por Deus.
"Então o Senhor Deus formou o homem ['adam', hebraico] do PÓ DA TERRA ['adamah', hebraico] e soprou em suas narinas O FÔLEGO DE VIDA, e o homem se tornou UM SER VIVENTE ['ALMA', hebraico]". Gênesis 2:7 (A não ser quando indicado, todos os textos bíblicos da série DESCOBERTAS BÍBLICAS são da Nova Versão Internacional da Bíblia [NVI].).
Na Criação, Deus formou Adão do "pó da terra". Ele tinha um cérebro em sua cabeça pronto para pensar; sangue em suas veias pronto para correr. Então, Deus soprou em suas narinas o "fôlego de vida", e Adão se tornou "ser vivente" [em hebraico, 'alma vivente']. Note cuidadosamente que a Bíblia não diz que Adão recebeu uma alma; ao invés, diz que "o homem se tornou uma alma vivente". Quando Deus deu o fôlego de vida a Adão, a vida começou a fluir de Deus. A junção do corpo com o "fôlego de vida" tornou Adão "um ser vivente", "uma alma vivente". Por essa razão, poderíamos escrever a equação fundamental do ser humano da seguinte maneira:
"Pó da Terra" + "Fôlego de Vida" = "Alma Vivente"
Corpo sem Vida + Fôlego de Deus = Ser Vivente
Cada um de nós tem um corpo e uma mente racional. Enquanto continuarmos a respirar, seremos seres vivos, alma vivente.
3. O QUE ACONTECE QUANDO UMA PESSOA MORRE?
Na morte reverte-se do processo criativo descrito em Gênesis 2:7:
"O PÓ volte à terra de onde veio, e o ESPÍRITO [fôlego de vida] volte a Deus, que o deu". Eclesiastes 12:7
A Bíblia freqüentemente usa as palavras hebraicas para "fôlego" e "espírito" alternadamente. Quando as pessoas morrem, o corpo se torna "pó", e o "espírito" (o "fôlego de vida") retorna para Deus, que foi a sua fonte. Mas o que acontece com a alma?
"Tão certo como eu vivo, diz o Senhor Deus,... todas as ALMAS são minhas;... a alma que pecar, essa morrerá". Ezequiel 28:3, 4; Versão Almeida Revista e Atualizada, 2a Edição
A alma morre! Ela ainda não é imortal; ela pode perecer.
A equação derivada de Gênesis 2:7, ao sermos feitos por Deus, faz o caminho reverso na morte.
"Pó da Terra" - "Fôlego de Vida" = "Uma Alma Morta"
Corpo Sem Vida - Fôlego de Deus = Um Ser Morto
A morte é a cessação da vida. O corpo se desintegra e se torna pó, e o fôlego, ou espírito, volta para Deus. Somos uma alma com vida, mas na morte, nos tornamos apenas um cadáver, uma alma morta, um ser morto. Logo, os mortos não estão conscientes. Quando Deus toma para si o fôlego de vida que Ele nos deu, nossa alma morre. Mas, como veremos mais tarde nessa mesma lição, temos esperança com Cristo.
4. QUANTO SABE UMA PESSOA MORTA?
Depois da morte, o cérebro se desintegra; ele não tem capacidade de saber ou relembrar de coisa alguma. Todas as emoções humanas cessam.
"Para eles, o amor, o ódio e a inveja há muito desapareceram...". Eclesiastes 9:6
Uma pessoa morta não fica consciente, por isso não percebe nada do que está acontecendo. Eles simplesmente não têm contato algum com os vivos:
"Pois os vivos sabem que morrerão, mas OS MORTOS NADA SABEM". Eclesiastes 9:5
A morte é como um sono sem sonho; na verdade, a Bíblia chama a morte de "sono" em 54 vezes. Jesus ensinou que a morte é como um sono. Ele disse aos Seus discípulos:
"'Nosso amigo LÁZARO ADORMECEU, mas vou até lá para acordá-lo'. Seus discípulos responderam: 'Senhor, se ele dorme, vai melhorar'. Jesus tinha falado da sua morte, mas os seus discípulos pensaram que ele estava falando simplesmente do sono. Então lhes disse claramente: 'LÁZARO MORREU'". João 11:11-14
Lázaro já estava morto por quatro dias quando Jesus chegou. Mas quando se dirigiram à tumba, Jesus provou que é tão fácil para Deus ressuscitar alguém dos mortos quanto é para nós acordar alguém que esteja dormindo.
É muito confortador saber que nossos amados que já faleceram estão "dormindo", descansando em paz na confiança em Jesus. O túnel da morte, que nós mesmos poderemos atravessar algum dia, é um sono calmo e paz absoluta.
5. DEUS SE ESQUECE DOS QUE ESTÃO DORMINDO O SONO DA MORTE?
O sono da morte não é o fim da história. Na tumba, Jesus disse a Marta, irmão de Lázaro:
"EU SOU A RESSURREIÇÃO e a vida. AQUELE QUE CRÊ EM MIM, AINDA QUE MORRA, VIVERÁ". João 11:25
Aqueles que morrem "em Cristo" dormem na sepultura, mas ainda têm um futuro brilhante. Aquele que conta até mesmo os cabelos de nossa cabeça e que nos guarda na palma de Sua mão não se esquecerá de nós. Poderemos morrer e voltar ao pó, mas o registro de nossa individualidade permanece claro na mente de Deus. E quando Jesus vier, Ele acordará os justos mortos do sono da morte, da mesma forma que fez com Lázaro.
"Não queremos que vocês sejam ignorantes quanto AOS QUE DORMEM, PARA QUE NÃO SE ENTRISTEÇAM COMO OS OUTROS QUE NÃO TÊM ESPERANÇA... Pois dada a ordem, com a voz do arcanjo e o ressoar da trombeta de Deus, o próprio Senhor descerá dos céus, E OS MORTOS EM CRISTO RESSUSCITARÃO PRIMEIRO. Depois NÓS, OS QUE ESTIVERMOS VIVOS, SEREMOS ARREBATADOS COM ELES nas nuvens, para o encontro com o Senhor nos ares. E assim estaremos com o Senhor para sempre. CONSOLEM-SE UNS AOS OUTROS COM ESSAS PALAVRAS". I Tessalonicenses 4:13, 16-18
No dia da ressurreição, o túnel da morte se parecerá mais com um breve descanso. Os mortos não têm consciência do que está acontecendo. Aqueles que aceitaram a Cristo como seu Salvador, serão despertados do sono pela Sua maravilhosa voz vinda dos céus.
E a esperança da ressurreição não é a única: temos também a esperança de um lar celestial no qual Deus "enxugará dos seus olhos toda lágrima. Não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor" (Apocalipse 21:4). Aqueles que amam a Deus não precisam ter medo da morte. Além da morte está uma eternidade de vida plena com Deus. Jesus tem "as chaves da morte" (Apocalipse 1:18). Sem Cristo, a morte seria uma estrada de mão única que terminaria num estado total de esquecimento. Mas em Cristo há uma esperança gloriosa e radiante.
6. SOMOS SERES IMORTAIS?
Quando Deus criou Adão e Eva, eles foram criados seres mortais, isso é, sujeitos à morte. Se tivessem permanecido obedientes à vontade de Deus, eles nunca teriam morrido. Mas quando pecaram, eles abriram mão de seu direito à vida. Pela desobediência, eles ficaram sujeitos à morte. O pecado deles infectou a raça humana inteira, e já que todos pecaram, todos somos mortais, sujeitos à morte (Romanos 5:12). E não há numa pista na Bíblia de que a alma humana possa existir como uma entidade consciente após a morte.
A Bíblia nenhuma vez descreve a alma como sendo imortal, isso é, não sujeita à morte. As palavras gregas e hebraicas para "alma", "espírito" e "fôlego" aparecem 1.700 vezes na Bíblia. Mas nem mesmo uma vez a alma, o espírito ou o fôlego humano é chamado de imortal. Atualmente, apenas Deus possui a imortalidade.
"Deus... é... O ÚNICO QUE É IMORTAL". I Timóteo 6:15, 16
As Escrituras deixam claro que as pessoas nessa vida são mortais: sujeitas à morte. Mas quando Jesus retornar, nossa natureza passará por uma mudança radical.
Eis que eu lhes digo um mistério: NEM TODOS DORMIREMOS, mas TODOS SEREMOS TRANSFORMADOS, num momento, num abrir e fechar de olhos, AO SOM DA ÚLTIMA TROMBETA. Pois a trombeta soará, OS MORTOS RESSUSCITARÃO incorruptíveis, e NÓS SEREMOS TRANSFORMADOS. Pois é necessário que aquilo que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e O QUE É MORTAL, DE IMORTALIDADE". I Coríntios 15:51-53
Como seres humanos, não somos imortais. Mas a segurança do cristão é que nos tornaremos imortais quando Jesus vier a segunda vez a essa terra. A certeza da promessa da imortalidade foi demonstrada quando Jesus irrompeu para fora de Sua tumba e:

"TORNOU INOPERANTE A MORTE e TROUXE À LUZ A VIDA E A IMORTALIDADE por meio do evangelho". II Timóteo 1:10
A perspectiva de Deus sobre o destino humano é clara: morte eterna para aqueles que rejeitarem a Cristo e se apegarem a seus pecados, ou o dom da imortalidade quando Jesus vier para buscar aqueles que O aceitaram como Senhor e Salvador.
7. ENFRENTANDO A MORTE DE UMA PESSOA QUERIDA
Os medos com os quais naturalmente lutamos quando nos vemos em face da morte se tornam especialmente dolorosos quando alguém de quem gostamos morre. A solidão e o sentimento de perda podem ser dominantes. A única solução para a angústia causada pela separação de uma pessoa amada é o conforto que apenas Cristo pode dar. Lembre-se que nossos queridos estão dormindo, e que nossos amados que descansam serão ressuscitados por Jesus na "ressurreição para a vida" quando Ele vier.
Deus está planejando algumas reuniões maravilhosas. Os filhos serão devolvidos a seus pais, maridos e mulheres se entregarão a um terno e caloroso abraço. As separações cruéis da vida estarão terminadas. "A morte foi destruída pela vitória". (I Coríntios 15:54).

Alguns acham tão dolorosa a separação de seus queridos que morreram que tentam fazer contacto com eles através de médiuns espiritualistas ou pessoas da Nova Era que se denominam canais de comunicação com os espíritos. A Bíblia nos dá um aviso muito especial sobre as tentativas de aliviar a dor da morte dessa maneira:
"Quando vos disserem: 'Consultai os necromantes e os adivinhos, que chilreiam e murmuram', acaso, não consultará o povo ao seu Deus? A favor dos vivos se consultarão os mortos?" Isaías 8:19, Versão Almeida Revista e Atualizada, 2a edição.
De fato, por quê? A Bíblia claramente revela que os mortos não têm consciência de nada. A verdadeira solução para a angústia causada pela separação das pessoas amadas é o conforto que apenas Cristo dá. Passar tempo se comunicando com Cristo é a maneira mais saudável para crescer durante os momentos de aflição. Lembre-se sempre que a próxima impressão consciente que virá aos que morrem em Cristo será o som da Segunda Vinda de Cristo despertando os mortos!
8. ENFRENTANDO DESTEMIDAMENTE A MORTE
A morte nos rouba praticamente tudo. Mas uma coisa que ela não pode tirar de nós é a confiança em Cristo, e Cristo pode colocar tudo de volta a seu lugar. A morte nem sempre reinará nesse mundo. O diabo, os ímpios, a morte, e o túmulo perecerão no "lago de fogo" que é "a segunda morte" (Apocalipse 20:14).
Aqui estão quatro sugestões simples para enfrentar destemidamente a morte:
(1) Viva uma vida confiando verdadeiramente na esperança que Cristo dá, e você estará preparado para morrer a qualquer momento.
(2) Através do poder do Espírito Santo, seja obediente aos mandamentos de Deus, e você estará preparado para a segunda vinda, à partir da qual você nunca mais morrerá.
(3) Pense na morte como um curto tempo de sono do qual você será acordado pela voz de Jesus quando Ele vier a segunda vez.
(4) Aprecie a certeza que Jesus nos dá de que teremos um lar celestial com Ele por toda eternidade.
A verdade bíblica liberta uma pessoa do medo da morte porque revela a Jesus, o único que nem mesmo a morte conseguiu vencer. Quando Jesus entra em nossa vida, Ele faz nosso coração transbordar com paz:
"Deixo-lhes a paz; a Minha paz lhes dou... Não se perturbe o seu coração, nem tenham medo". João 14:27
Jesus também nos ajuda a lidar com a tragédia de perder alguém muito estimado. Jesus andou pelo "vale da sombra da morte"; Ele conhece as densas trevas que temos que atravessar.
"Portanto, visto que os filhos são pessoas de carne e sangue, ele também participou dessa condição humana, para que, POR SUA MORTE, derrotasse aquele que tem o poder da morte, isto é, o Diabo, e LIBERTASSE AQUELES QUE DURANTE TODA A VIDA ESTIVERAM ESCRAVIZADOS PELO MEDO DA MORTE". Hebreus 2:14, 15
Dr. James Simpson, o grande médico que desenvolveu a anestesia, experimentou uma terrível perda quando seu filho mais velho morreu. Ele sofreu profundamente, como qualquer pai sofreria. Então, ele descobriu um caminho de esperança. No túmulo de seu amado filho, ele erigiu uma lápide e nela escreveu umas palavras que demonstravam Sua esperança e fé nas promessas de Jesus: "Apesar de tudo, Ele vive".
Isso diz tudo. Algumas vezes, uma tragédia pessoal pode aparecer repentinamente vindo do céu; apesar disso, Jesus vive! Nossos corações podem estar feridos; apesar de tudo, Jesus vive!
Em Cristo, temos esperança de vida após a morte. Ele é "a ressurreição e a vida" (João 11:25), e Ele promete: "Porque Eu vivo, vocês também viverão" (João 14:19). Cristo é nossa única esperança para a vida após a morte. E quando Cristo retornar, Ele nos dará a imortalidade. Nunca mais viveremos sob a sombra da morte, por teremos vida eterna. Você já descobriu em sua vida a realidade dessa grande esperança que pode nos ajudar a enfrentar os momentos mais difíceis? Se você nunca aceitou a Jesus como seu Senhor e Salvador, por que você não faz isso agora mesmo?