dailymotion-domain-verification-bf8367051eadca91-dmebea1o8ssgrxz1l Jacir Holowate: 16 de Julho de 2010 stat counters

Audiencia do site

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Desiludido


Te coheci numa casinha pequenina
Muito modesta o soalho era de chão
Entre as paredes sua amiga era a pobreza
Era tão pouco a migalha do seu pão
Lhe dei mão melhorei a sua vida
Já eras linda mais bonita ainda ficou
Só eu não sei se foi por pena ou por amor
Que esse infeliz da miséria lhe tirou
Com sacrificio eu lhe trouxe pra cidade
E meu pão que era maior eu reparti
Meu coração que pertencia para outra
Busquei de volta e também lhe ofereci



Seu coração você também me presenteou
Me enganou você mentiou que era só meu
A poucos dias encontrei com outro dono
Do coracao que voce me ofereceu
Eu lutei eu briguei por meu amor
Pra defender-lhe da miséria outra vez
Me defendi mas fiquei dali pra cá
Desiludido com tudo que você fez
Ultimamente nós vivemos só brigando
Você provoca a nossa separação
Só tem conforto no seu lindo apartamento
E não precisa mais de quem lhe deu a mão


Não vá pensa que vida só tem uma escada
Essa que sobe so que você conhece
Desconfiei do seu amor não lhe mostrei
A outra escada que na vida a gente desce
Depois que desce a escada do castigo
É muito tarde para se arrepender
Ai se ve que a vida não vale nada
Não vale nada mas vale pena viver
Embora eu sofra sinta muita falta sua
Me manda embora vou agora é natural
Toda mulher sem coração e sem juizo
Cedo ou mis tarde ela sempre paga mal

Mulher Fingida

Já não adianta me matar por ti
Já fiz de tudo prá ti ser feliz
Não adianta eu ficar me enganando
Se não me amas e nunca me quis
Como tu podes fingir tanto assim
Diz que me amas e muito me quer
Não finjas mais parta para alguém
Que eu parto também prá outra mulher


“refrão”
Mulher fingida
Hoje eu conheço tua falsidade
Em outros tempos pensei ser verdade
Me engane agora faça se puder
Mulher fingida te ofereci o mais puro carinho
Me ofereceu o mais triste espinho
Quis me fazer um farrapo qualquer

Foste a mulher que mais amei na vida
Eu me entreguei de alma e coração
Enquanto isto tiravas proveito
Da fidelidade da minha paixão
Parto sorrindo tu ficas chorando
Antigamente era bem o contrário
Tu que sorria era eu que chorava
Desprezo amarga como fui otário

“refrão”
Mulher fingida
Não levo medo de pecado algum
E digo ainda que em peito nenhum
Há coração mais desumanitário
Mulher fingida
Todo romance tem a sua estória
Parto feliz levando a vitória
Isso prá mim é muito relicário

Não levo ódio não levo vingança
Sofri demais mas isso não importa
Todo o teu mal joguei pela janela
Espero o bem agora entrar na porta
E esse bem não demora a chegar
Quem sofreu tanto outro amor merece
Uma mulher do coração de ouro
Terei um tesouro e o amor acontece

“refrão”
Mulher fingida
Ficou distante bem longe daqui
Tudo passou não penso mais em ti
Quem nos maltrata logo a gente esquece
Mulher fingida
Talvéz está me desejando a morte
Enquanto eu só te desejo sorte
A estrada da vida a gente sobe e desce.

Conselhos Ao Filho Adulto

 Composição: SEBASTIÃO DIAS

Por favor filho querido me escute pense bem
Seu velho pai quer lhe dá o valor que você tem
Você está na idade de alcançar a liberdade
De fazer sua vontade e tornar-se homem também
Tem umas coisas meu filho que eu queria lhe dizer
Lhe eduquei como podia já cumprir com meu dever
Você agora decida o futuro lhe convida
Eu gerei deus deu-lhe a vida é você quem vai viver
Queira espinho no começo aguarde flores no fim
Respeite o seu semelhante siga o bom deixe o ruim
Por onde você passar reconheça o seu lugar
Pra ninguem se envergonhar de um filho meu
E nem de mim
Defenda a moral sem sangue ajude a quem precisar
Quando tiver precisão peça um pão pra não roubar
Ouça o velho ame o menor pense em deus faça
O melhor
Coma e vista do suor que seu rosto derramar

Não queira ouro roubado nem amor por fantasia
Escolha a mulher sincera para sua companhia
Faça meu filho o que eu fiz veja como eu sou feliz
Só casei com quem eu quis e sua mãe com quem queria
O mundo tem dois caminhos um é certo o outro errado
Na escolha de um deles é preciso ter cuidado
Se você não escolheu um deles pra ser o seu
Se quiser seguir o meu o exemplo é o meu passado
Mesmo na maior idade eu quero estar sempre contigo
Lhe ensinando bons caminhos lhe livrando do perigo
Estando perto ou distante não lhe deixo um só instante
Porque de agora em diante além de pai sou amigo
Corra o mundo faça amigos conheça o que eu conheci
Transmita o que eu lhe ensinei conquiste o que e
Consegui
Aproveite a juventude ame a paz honre a virtude
Quando quiser quem lhe ajude seu velho pai está aqui.

serial do avast profissional edition

W3125747R8800X1106-W6D2XK5R
W2527003R8800P1106-B70FF9DJ
W3446436R8800P1106-FX9VZPYF
W9685010R8800L1106-ZVDWCSCK

Quem sou eu?

Já perdoei erros quase imperdoáveis,
tentei substituir pessoas insubstituíveis
e esquecer pessoas inesquecíveis.

Já fiz coisas por impulso,
já me decepcionei com pessoas quando nunca pensei me decepcionar, mas também decepcionei alguém.

Já abracei pra proteger,
já dei risada quando não podia,
fiz amigos eternos,
amei e fui amado,
mas também já fui rejeitado,
fui amado e não amei.


Já gritei e pulei de tanta felicidade,
já vivi de amor e fiz juras eternas,
"quebrei a cara muitas vezes"!

Já chorei ouvindo música e vendo fotos,
já liguei só para escutar uma voz,
me apaixonei por um sorriso,
já pensei que fosse morrer de tanta saudade
e tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo).

Mas vivi, e ainda vivo!
Não passo pela vida…
E você também não deveria passar!

Viva!
Bom mesmo é ir à luta com determinação,
abraçar a vida com paixão,
perder com classe
e vencer com ousadia,
porque o mundo pertence a quem se atreve
e a vida é "muito" pra ser insignificante.