dailymotion-domain-verification-bf8367051eadca91-dmebea1o8ssgrxz1l Jacir Holowate: 24 de Março de 2010 stat counters

Audiencia do site

quarta-feira, 24 de março de 2010

isso que é bom papel de parede

clica na foto abaixo e você vera um algum so de mulher gostosa. vale apena conferir

mulher 03

so mulher sexy

relaxa e curta as mulheres gostosa. deixe seu comentario

confere as mulheres sexy

so mulher sexy

mulher gostosa e homem gostoso.

so mulher sexy, relaxa e confere. deixe seu comentario.

relaxa e curta as mulheres gostosa. deixe seu comentario

confere ai as mulheres gostosa basta clicar na foto

mulher 02

Jacir Holowate. neste album tem foto de mulher gostosa e homem gostoso, vale apena conferir. deixe seu comentario

qual sua opnião? deixe seu comentario

mulher gostosa

mulher gostosa. vale apena conferir.

clica na foto abaixo e você vera um algum so de mulher gostosa. vale apena conferir

Jacir Holowate

Qual a profundidade média de uma vagina quando excitada ?

É difícil essa medição pois a vagina é muito elástica e se adapta com muita facilidade tanto na largura quanto na profundidade que é onde esta o útero e o mesmo se movimenta ,hora esta mais a frente ,ora mais atrás ....tanto é que em exames ginecológicos a medica as vezes pedi pra gente tossir para que o útero desloque para que ela possa examinar melhor !!! resposta de leitora


O canal vaginal mede entre 7-10cm, podendo aumentar até 5cm quando excitada. O diâmetro é aproximadamente 4cm. Lembre-se que a vagina é um órgão elástico, pois tem como função além da relação sexual, a saída da menstruação e principalmente do feto, quando se dilata ao máximo. Assim como o pênis, o vagina varia de acordo com a mulher, existindo também padrão por etnias, como o homem.



Realmente o tipo de vagina varia tanto quanto o pênis.
Umas são mais largas, maiores, menores,mais curtas, profundas,estreitas....
O importante é que os parceiros se ajustem um ao outro e o tamanho dos órgãos genitais não seja a principal preocupação do casal.


Com o tempo e a experiência sexual vc vai ver que isso não tem a menor importância!

clique nos links abaixo vale apena conferir os videos abaixo, basta clicar nos links azul abaixo para assistir o video.

Enfiando um celular dentro da vagina


Pra quem nunca viu uma buceta virgem


E não é que a ninfetinha deu até o cu


Estuprador enfiando o cano na novinha

Posições Sexuais

A penetração é uma das partes mais importantes da relação sexual, é um ato íntimo de união, em que comunicação e movimento se alternam. Apesar de ser um ato bastante dinâmico, ele pode tornar-se monótono com o passar dos anos.
É por isso que imaginação e inovação são fundamentais para que o encanto do momento perdure por muito tempo.

É justamente neste contexto que as posições sexuais assumem um papel importantíssimo na quebra da rotina de um casal. Existem várias posições que podem ser executadas, mas a maioria delas são variações de algumas posições básicas. Ao tentar mudar, o ideal é procurar a melhor junção do pênis com a vagina para que vocês dois sintam o máximo de prazer.

Homem por cima - Frequentemente usada, tem uma grande quantidade de variações. É uma posição relativamente confortável e passiva, que permite penetração, contato visuais, beijos e abraços. Entretanto, para as mulheres, essa posição não favorece uma correta angulação do pênis para a estimulação do clitóris . Contra indicada para homens acima do peso e para mulheres grávidas. Na posição de papai e mamãe, a mulher pode colocar um travesseiro embaixo dos quadris para ter maior conforto durante a relação sexual e para uma melhor angulação entre o pênis e a vagina, facilitando assim a penetração.

Mulher por cima - Nesta posição a mulher controla o ritmo dos movimentos e a profundidade da penetração. O parceiro também pode aproveitar para acariciar seus seios, parte interna das coxas, glúteos e genitais. Uma outra variação interessante quando a mulher está por cima pode ser feita com a mulher de costas para seu parceiro, o que pode aumentar as fantasias sexuais do casal.

Posições sentadas - De uma forma geral, estas posições permitem que a mulher seja mais ativa e dominante no ato sexual, pois é ela quem controla os movimentos e o ritmo da penetração. Nessas posições, os movimentos masculinos são bastante restritos. Uma cadeira pode ser usada como suporte para a penetração, seja pela frente ou por trás; desta forma, as mãos do seu parceiro podem ficar livres para as carícias. Em uma outra variação dessas posições, a mulher pode sentar-se no colo do parceiro.

Posições lado a lado - Estão entre as posições mais confortáveis e relaxantes. São especialmente agradáveis para parceiros com muita diferença de peso, mulheres grávidas, aquelas que não gostam de penetração muito profunda e casais mais maduros, que podem ter menos mobilidade e problemas nas articulações. É também uma posição interessante para quem quer começar a praticar sexo anal. Como os movimentos quando os parceiros estão lado a lado são mais limitados, há conforto e contato entre os corpos, o que pode significar uma mais intimidade para o casal.

Posições em pé - As posições em pé são uma boa alternativa para parceiros que têm aproximadamente a mesma altura. Para casais com características corporais muito diferentes um do outro,a penetração pode tornar-se um pouco mais difícil de ser conseguida. Nestas situações, a mulher pode auxiliar na penetração apoiando-se nas pontas dos pés e virando uma perna ligeiramente para o lado, enquanto o homem mantém os joelhos levemente flexionados. Nas situações em que a mulher for menor e mais leve que o homem, ela pode ser levantada por ele e abraçar os quadris do parceiro com as pernas, segurando-se nos ombros dele. O casal pode estar de frente um para o outro ou a mulher pode estar de costas para o homem.

Posições por trás - Estas posições permite penetrações profundas e podem ser usadas tanto para penetração vaginal quanto anal. Por não estimularem diretamente o clitóris é interessante que o homem o faça manualmente durante as "preliminares" ou mesmo na hora de colocar o pênis na vagina.
A penetração por trás é bastante interessante para homens que tenham pênis pequenos, dando uma maior sensação de "preenchimento" para a mulher. Além disso, a curvatura natural da vagina se ajusta à curvatura do pênis, o que permite uma penetração profunda, tornando-a até mais confortável do que em outras posições.

Sexo anal sem dúvidas

sexo anal sem dúvidas

O tabu que envolve o sexo anal é antigo. Mesmo com toda liberação feminina, com a revolução sexual dos tempos modernos, com a "superficialização" das relações, ainda implica dúvidas, medos e receios, principalmente para as mulheres.
Para resolver o que ainda pode ser obscuro, o Vila Dois foi atrás de três experts quando o assunto é sexo: a sexóloga Carla Cecarello, coordenadora do Ambulatório de Sexualidade da Associação Brasileira de Sexualidade - Ambsex, a terapeuta sexual Sylvia Faria Marzano, do Instituto Brasileiro Interdisciplinar de Sexologia e Medicina Psicossomática - Isexp, e a professora Lilian Moretto, que dá aulas sobre sensualidade.

Numa entrevista sem vergonha ou pudor, as três responderam às dúvidas mais comuns quando o assunto é sexo anal. Confira as explicações e opiniões das especialistas:

O sexo anal sempre dói? Como fazer para doer menos?
Carla: Na maioria das vezes dói, pois os casais não fazem o sexo anal de forma adequada. Para não doer, ou doer menos (para algumas pessoas) é necessário seguir alguns passos:
- usar lubrificante, pois o ânus não tem lubrificação própria.
- iniciar a prática do sexo anal com o dedo e, posteriormente, com o pênis.
- sempre usar preservativo, pois a mucosa anal absorve facilmente qualquer tipo de vírus e bactérias.
- no momento da penetração, encostar no ânus, que sofrerá uma contração, esperar ele relaxar e, aí sim, efetuar a penetração bem devagar.
- estimular o clitóris ao mesmo tempo que estiver fazendo a penetração.

Silvia: Não, se tiver dor no sexo anal, é porque a parceria não foi bem preparada, isto é, tanto nos homens quanto nas mulheres, é necessário que haja muito erotismo, além de uma estimulação dos genitais, para que esta fique excitada e se permita receber o pênis no canal anal.

Lilian: O ânus é uma região muito inervada. Quando existe a possibilidade de uma penetração, seja com o dedo ou pênis, ocorre uma contração muscular, como se fosse uma defesa para a não penetração. É essencial que haja cumplicidade entre o casal, confiança e muita carícia para que aconteça um relaxamento maior desses músculos, de forma que não provoque desconforto nem dor, facilitando assim a penetração.

Qual a posição mais confortável, que facilita a penetração?
Silvia: Existem várias posições, mas depende de como a parceria se sente melhor. Por exemplo, a pessoa que vai ser penetrada ficar de quatro, pois permite que se masturbe durante a dilatação anal e penetração, para não perder a excitação. Não é a penetração anal só que dá prazer, pois o reto não tem essa capacidade. O que faz a pessoa sentir prazer com o sexo anal é estar excitada após manipulação genital ou do corpo, e muito erotismo.

Lilian: A melhor posição sexual para a prática do sexo anal é aquela onde os parceiros fiquem relaxados e confiantes, na qual a mulher tenha total controle na penetração. Vale a tentativa de experimentar várias posições até descobrir a mais adequada. Uma sugestão: um dos parceiros deverá postar-se de costas em pé apoiando-se com o corpo ligeiramente inclinado, onde conseguirá manter contato com o pênis do parceiro guiando seus movimentos.

É possível engravidar?
Carla: Não, pois não há comunicação direta do ânus com o útero. Engravidar só é possível através da penetração vaginal.

Silvia: Jamais. A gravidez só ocorre se o espermatozóide for depositado na vagina e conseguir passar pelo útero até as trompas da mulher, onde se encontra o óvulo no período fértil da mulher. Mas, a penetração não deve, de maneira nenhuma, ser feita sem o uso de preservativo, mesmo que seja em parceria fixa. As fezes têm bactérias que contaminam a uretra e o pênis, podendo passar para a próstata, que vai dar uma doença infecciosa de difícil tratamento.

Sexo anal é falta de higiene?

Carla: Uma coisa não tem nada a ver com a outra. A prática do sexo anal é a mesma coisa que praticar sexo oral ou vaginal.

Silvia: Não se forem respeitadas as orientações do uso de preservativo e sempre, mesmo após o uso deste, lavar o pênis antes de penetrar na vagina.

Lilian: Não considero falta de higiene, desde que sejam tomados alguns cuidados. É necessário manter higiene com água e sabonete na região do ânus, e principalmente o uso do preservativo. E quanto à higienização interna é opcional, mas não recomendada pelos médicos.

Qual a importância dos lubrificantes?
Carla: O ânus não tem lubrificação própria como a vagina, que se lubrifica quando a mulher está excitada. O ânus foi feito ‘para sair’ e não ‘para entrar’, portanto, precisa de ajuda para entrar qualquer coisa. Porém, os lubrificantes precisam ser a base de água para não corroer a mucosa anal, como acontece com a vaselina, e também não pode ser a saliva, pois desta forma se leva bactérias da saliva para o ânus. Xilocaína, como muitos usam, nem pensar, pois é anestésico.

Lilian: É importante o uso de lubrificante à base de água, pois no ânus não existe lubrificação similar a da vagina, desta forma evita o rompimento do preservativo causado pelo atrito, além de facilitar a penetração e evitar ferimentos.

Sexo anal pode fazer mal a saúde? Pode provocar hemorróidas?
Carla: O sexo anal só fará mal a saúde se a pessoa tiver intestino preso, hemorróidas ou qualquer tipo de fissuras na região. E é claro, pode-se contrair doenças sexualmente transmissíveis, caso não se use preservativo. Não deve ser praticado todo dia, pois os esfíncteres podem ficar frouxos e aí, não se consegue mais segurar as fezes. No máximo duas vezes na semana e tomando os cuidados citados acima. Nada de relações intempestivas.

Silvia: O sexo anal bem orientado não faz mal à saúde, mas pode piorar as doenças tipo hemorróidas, que são varizes de veias do ânus. Se isto estiver ocorrendo, com sangramentos ou dor, procure um tratamento antes da prática do sexo anal.

Lilian: O sexo anal não é prejudicial à saúde, desde que os parceiros aceitem essa variação sexual, que saibam explorar os corpos com muito cuidado e carinho, lembrando que o maior prejuízo possível nessa prática são as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs), portanto a importância do uso do preservativo. Sexo anal não provoca hemorróidas.

Qual a dica para relaxar e fazer, sem medo?
Carla: O casal precisa querer fazer sexo anal. Não adianta um querer e o outro não. Partindo deste princípio e seguindo os passos citados acima, pode-se praticar sexo anal, sem problemas.

Silvia: Um primeiro lugar ter certeza que já tem intimidade suficiente com a parceria e quer fazer. Não faça nada forçado. Aprenda como fazer: muitas preliminares, erotismo, excitação, dilatação delicada do ânus com lubrificante, para depois penetrar o pênis lentamente. Não ficar penetrando por muito tempo e com muita força. Lembre de repor o lubrificante, pois este seca e pode machucar a parceria. Peça para parar se não estiver prazeroso. Deixe para outra ocasião se não estiver segura.

Lilian: Primeiramente uma boa conversa entre o casal, desejar de fato praticar o sexo anal e não apenas para agradar o parceiro. Procurar usar de muita carícia, explorar a região anal com a língua, com os dedos, e só depois de muita excitação a penetração deverá ocorrer. Não dispensar o uso do preservativo e jamais penetrar a vagina após a penetração anal, para que não haja nenhum risco de infecção. Lembrando que o sexo anal é uma forma a mais de prazer para o casal.

Posições sexuais para o orgasmo feminino - Clitóris em foco!





O alcance do orgasmo feminino ainda é uma incógnita para muitas pessoas. Diferentemente dos homens, não é em toda relação sexual que a mulher atinge o ápice do prazer.
Algumas passam a vida inteira sem entender o que estimula o clitóris e sem experimentar a sensação.

O clitóris é o maior responsável pelo alcance do êxtase feminino.
Existem algumas posições que não garantem pressão e fricção suficiente para estimulá-lo e satisfazer a mulher. Confira algumas dicas para alcançar seu prazer em posições sexuais deliciosas:

  • Mulher no comando (o casal deve ficar deitado, a mulher por cima e ambos com as pernas retas e juntas),
  • Doce Gangorra (uma variação do papai e mamãe, mas o homem deve ficar com o corpo erguido e o movimento deve ser feito pelos dois ao mesmo tempo),
  • Coladinhos de lado (de lado, com o homem por trás da mulher),
  • Cadeira safada (sentados, a mulher em cima do homem e com os pés apoiados no chão, ela controla os movimentos) e
  • Costas quentes (os dois de bruços, com ela por baixo, o homem com o corpo erguido e as pernas dos dois mais juntas possíveis).

Sem dúvida nenhuma, a preferência de posições varia para cada casal, mas o mais importante para que a mulher atinja o ápice do prazer é o autoconhecimento. O orgasmo não é apenas uma questão física, mas sim emocional. A mulher que está de bem com ela mesma e com o parceiro tem mais chances de alcançar o prazer.

qual sua opinão? deixe seu comentario

só de boa curtindo a vida com a galera bacana. galera da zueira curtindo a vida e tirando fotos, nao tinha nada pra fazer.

































o que você acha das gatas? deixe seu comentario