dailymotion-domain-verification-bf8367051eadca91-dmebea1o8ssgrxz1l Jacir Holowate: 13 de Julho de 2010 stat counters

Audiencia do site

terça-feira, 13 de julho de 2010

SEXO DURANTE A GRAVIDEZ


- As relações sexuais são permitidas durante a gravidez, a não ser que a ordem médica seja diferente. Procure uma posição cómoda e tenha em mente que os movimentos no fluido amniótico abrandam o bebé.
- Durante a gravidez muitas mulheres optam por evitar ter sexo com os parceiros, mas se pretende ir por esse caminho, analise primeiro o porquê dessa decisão. Fale com um médico. Ninguém melhor do que ele para a descansar em relação a esse assunto.


- Evite malabarismos. Ninguém deseja uma queda durante a gravidez.
- Evite posições que causem desconforto.
- Pode sentir o seu útero contrair ou aumenta da actividade fetal após o orgasmo. Na verdade, as contracções podem durar até mais de 30 minutos após a relação sexual, em algumas mulheres. Estas contracções e movimentos do bebé são perfeitamente normais.
- Devido ao aumento no volume sanguíneo o colo do útero pode sangrar ligeiramente após a relação sexual. Se vir que é um sangramento anormal e com fluxo intenso vá ao médico.

- Pode manter o seu relacionamento sexual nos últimos meses de gestação, a não ser que esteja grávida de mais de dois bebés.
- No último trimestre algumas posições devem ser evitadas. Procure ao seu médico alguns conselhos.

SEXO A SEGUIR AO PARTO
- Muitas vezes, a seguir ao parto, o desejo desaparece.
- Quanto mais alto o nível de Progesterona, menor o desejo sexual.

- Alguns ginecologistas aconselham às parturientes uma pausa de seis semanas após o parto antes de retomarem a sua vida sexual. é o tempo médio que o organismo leva a restabelecer-se de todo o processo de gravidez e parto, para que o aparelho genital volte ao seu estado normal. No entanto, para não entrarem em monotonia, pode sempre fazer-lhe uma surpresa com um bom sexo oral, ou uma óptima massagem.
- A retoma da vida sexual pode ter lugar se a primeira revisão ginecológica não revelar problemas, tais como indícios de infecção, se a episitomia cicatrizou bem e se as secreções vaginais sanguinolentas já pararam.
- Devido às transformações físicas características do pós-parto, muitas mulheres afirmam que as primeiras vezes não são iguais ao que estavam acostumadas e que têm menor intensidade de prazer.

- As dores passam normalmente com o tempo. Se estas persistirem por mais de 3 semanas ou se forem muito intensas, convém consultar o seu médico ou um especialista.
- A falta de lubrificação da vagina pode afectar a penetração, e fazer com que seja um momento muito doloroso. Pode amenizar o desconforto com o uso de lubrificantes específicos ou produtos mais caseiros como a vaselina ou óleo para bebé.
- É normal haver uma redução do desejo sexual após o parto, devido ao mau estar físico, ao cansaço, à falta de tempo livre, alteração total das rotinas e a novas responsabilidades para com o novo membro da família. O seu companheiro terá de ter uma grande abertura de espírito para esta situação e cada um deve expressar o que sente em relação ao assunto, de forma a encararem tudo com compreensão e muito afecto.

- Detecte possíveis problemas a tempo de serem resolvidos, para não se tornarem crónicos.
- Se a incomoda ter relações sexuais com a criança no quarto, 3 meses é a idade ideal para passar do berço para o seu futuro quarto.
- Para aumentar o desejo quebre a rotina com fantasias novas e diferentes.

Truques Para Suavizar os Efeitos da Gravidez



a
Estrias
- Hidrate a sua pele! Tenha o dobro do cuidado para depois não ficar com estrias. Passe creme específico para gravidez nos seios, na barriga e na zona da anca. Não se descuide. Um cuidado extra nestes 9 meses podem prevenir de marcas futuras.
- Aplique um creme hidratante diário para manter a sua pele flexível. O ideal é duas vezes ao dia, de manhã e à noite.
- Beba muita água.
- Coma fruta e vegetais diariamente e, pelo menos, duas refeições de peixe por semana.
- Evite estar ao sol. Se não poder evitar proteja-se com um creme solar com factor protecção total.
- Tome suplemente de vitamina E (aumenta a elastecidade da pele).
- Aplique óleo puro de vitamina E no local para ajudar a reduzir as marcas.


Enjoos
- Antes de se levantar da cama beba um copo de água acompanhado de uma fonte hidratos de carbono (pão ou bolachas, por exemplo).
- quando se levantar da cama faço-o devagar. Sente-se primeiro e só quando se sentir completamente bem é que se pode por em pé.
- Leve para onde for, alguns lanchinhos.
- Procure comer a cada duas ou três horas. Isso não significa comer mais, mas sim dividir a quantidade de comida que ingere normalmente em pequenas porções.
- Prefira alimentos sólidos, que combatam melhor as náuseas do que os líquidos.
- Mantenha distância dos fumadores.

Enfartamento e azia
- Faça pequenas refeições.
- Beba líquidos mas fora das refeições.
- Mastigue bem e devagar.
- Esqueça os fritos, alimentos gordurosos e exageradamente condimentados.
- O problema da azia agrava-se quando está deitada, por isso deve dormir encostada a muitas almofadas ou incline ligeiramente a cabeceira da cama.

Obstipação/hemorróidas
- Coma alimentos ricos em fibras acompanhado sempre de muitos líquidos.
- Antes do pequeno-almoço tome um chá de limão, bem quente.
- Faça exercício físico moderado e próprio para a alturar de gestação.
- Não se deite a seguir às refeições.
- Caso tenha formado ferida na zona do reto, coloque um saco de gelo massajando essa zona. Tenha já gelo preparado para a situação: encha um preservativo com água e coloque no congelador. Assim terá um saco com o formato ideal para o local das hemorróidas.

Tensão arterial elevada
- Reduza o seu consumo de sal (mas não completamente).
- Não consuma alimentos diuréticos como o ananás, morango, abóbora, beterraba, cenoura, melancia, melão, limão, abacaxi, maracujá, agrião, alface, pepino e berinjela.
- Leve comida de casa preparada com pouco sal.
- Ande sempre com uma garrafa de água.
- Abandone o consumo do “cafezinho” diário. Se não resistir à tentação, tome apenas um por dia e misturado com leite.

Aumento da sudoração
- Tome um banho de chuveiro a meio do dia.
Manchas na pele
- Proteja-se contra o sol.
- Se não conseguir, utilize um factor de protecção total.
- Faça do chapéu um acessório comum.

Aumento do fluxo vaginal
- Para não se sentir desconfortável utilize um penso diário e troque ao longo do dia as vezes que foram necessárias para não sentir o desconforto.
Varizes
- Não fique muito tempo em pé.
- Tenha as pernas ligeiramente levantadas em relação ao resto do corpo quando está sentada ou deitada, de modo a facilitar a circulação venosa.
- Use meias de descanso com compressão graduada decrescendente (ou seja, que se adaptem à curvatura das pernas, comprimindo delicadamente desde o tornozelo até à coxa) e calce-as logo de manhã ao levantar-se da cama enquanto a perna ainda está relaxada.
- Descanse sempre que sentir as pernas pesadas.
- Massage as pernas com um creme especial para tonificar os tecidos.
- Prefira o duche com água morna em vez de banho de imersão porque a água corrente também facilita a circulação.
- Faça exercícios próprios para as pernas.
- Marque na sua esteticista uma drenagem linfática. Vai-se sentir muito melhor.

Inchaço nos pés e pernas
- Utilize meias elásticas ou, também chamadas, de descanso (vendem-se nas farmácias).
- Repouse com as pernas levantadas.
- Beba muitos líquidos, principalmente água.
- Evite comidas salgadas.
- Durma com uma almofada nos pés.
- Caminhar ou nadar pode ajudar a aumentar a corrente sanguínea nos membros inferiores.
- Caminhar à beira-mar, com as ondas a bater nos tornozelos faz muito bem.
- A hereditariedade e as condições de trabalho têm um papel muito relevante para o aparecimento e agravamento destes sintomas.
- Não utilize meias com ligas, nem até ao joelho.

Dores nas costas
- Para as evitar encoste-se toralmente na cadeira enquanto estiver sentada.
- Evite levantar pesos.
- Use um colchão duro para descansar.
- Utilize sapatos confortáveis e esqueça os saltos. no máximo use uns saltos de 3 cm.
- Procure manter uma postura reta. a grávida tem tendência a projectar os ombros para trás, na intenção de equilibrar o peso do abdómen.
- Ande e fique de pé sempre com os pés paralelos.

Dores na barriga
- Existem de todos os tipos durante a gravidez, mas raramente são sérias (mas convém sempre informar o médico).
- dores intensas ou contínuas exigem observação médica urgente.
- Reduza as actividades que requerem esforço (andar, ficar de pé).
- Evite subir escadas.
- Se praticar ioga não faça posições que exijam separar e esticar as pernas.
- Banhos mornos podem aliviar a dor.
- Uma almofada que sustente a parte superior das pernas é útil para se deitar de lado.

Insónias
- Tente relaxar.
- Use roupas de dormir leves.
- Tome um banho quente antes de se deitar.
- Leia um livro ou veja um programa que goste e que a disponha na televisão.
- Não tome sonoríferos.
- Chá de camomila ou de lúcia-lima ajudam a acalmar.
- Durma deitada de lado com uma almofada a apoiar a barriga e outra entre as pernas.

Diarreia
- costuma ser frequente no final da gestação.
- Beba bastante líquidos (água e chá de ervas).
- Coma arroz integral, vegetais cozidos no vapor, iogurte natural e bananas maduras.
Infecção urinária
- Mulheres com prediposição a fazer infecções urinárias, devem redobrar os cuidados durante a gestação.
- Não tente reter a urina, principalmente após o acto sexual.
- Beba muitos líquidos, principalmente água.

modificacoes durante a gestacao



cuidados a ter durante a gestacao



- Não se esqueça de si. Não se esqueça que continua a ser uma mulher, para além de ser mãe, por isso não se desleixe!
- Álcool, fumo e drogas prejudicam-na e ao seu bebé. Evite-os durante a gravidez, se possível elimine-os totalmente.
- Se tiver possibilidade faça um curso para gestantes ou pais e aprenda com os ensinamentos de quem dá as aulas e com as dúvidas de quem está na mesma situação que você.
- Pode continuar a trabalhar, desde que o seu ofício não produza fadiga física ou mental excessiva.
- Utilize sempre cinto de segurança.
- A partir dos 6 meses de gestação, o baixo nível de oxigénio das cabines pressurizadas dos aviões pode desencadear o trabalho de parto, por isso, mesmo para curtas distâncias consulte o seu médico antes de viajar.
- Utilize cadeiras com encosto, suporte para braços e numa altura em que as pernas não fiquem nem penduradas, nem dobradas. Se for preciso apoie os pés num banquinho.
- Não se mantenha muito tempo sentada. De vez em quando vá dar uma voltinha para activar a circulação.
- No último trimestre de gestação tenha sempre à mão: guia de internamento dado pelo médico; telefone de parentes e amigos próximos; cheques e cartão de crédito; cartão do seguro de saúde.
- Gatos e cães são adoráveis, mas as fezes podem se transformar num risco, e por isso, jamais limpe as fezes destes animais. No entanto, não despache esse seu amigo. O contacto entre uma grávida e o animal é bastante positivo.
- Sons externos são ouvidos pelo feto a partir da 16ª semana de gestação e está provado que a utilização da música facilita e promove a comunicação, aprendizagem, mobilização e expressão do seu futuro bebé.

Truques Para Sobreviver a uma Traição

QUANDO SUSPEITAR DE TRAIÇÃO
- Se de repente ele, que evitava os espelhos a todo o custo e que de manhã vestia a primeiro coisa que apanhasse do chão, começar a sair de casa muito arranjado.

- Quando lhe diz que precisa de mais espaço.

- Anda agarrado ao telemóvel o dia todo, à espera que ele toque ou que apareça alguma coisa no visor (caso esteja em silêncio).

- Repara que ultimamente, cada vez que ele recebe uma chamada se afasta para ir falar longe.

- Ele que às nove em ponto estava sempre em sua casa ou que não se levantava do sofá por nada, de um dia para o outro começou a ter muito trabalho no escritório e chega todos ou quase todos os dias fora de horas.

- Normalmente os homens não controlam os gastos, mas isso pode ser agravado. Você percebe gastos excessivos principalmente se tiverem conta conjunta.

- A lista de desculpas cresce com cada semana que passa: são reuniões de trabalho, jogos de futebol com os amigos, despedidas de solteiro, o irmão que teve um furo ou a mãe que ele teve de levar ao hospital para visitar uma amiga. Se os períodos de tempo passados longe de si já se tornam demasiado longos e demasiado frequentes… desconfie.

- Se o confronta com a sua suspeita ele fica agressivo e abre logo uma discussão curta, sem responder à sua dúvida e à sua desconfiança.

- Nota que as demonstrações de carinho diminuíram ou chegaram mesmo a desaparecer.

- Ele demonstra falta de interesse sexual? Quando isso acontece é porque geralmente há algo estranho. Numa relação existe uma certa continuidade com o sexo. E se um pede mais que o outro, pelo menos isso já é uma coisa estabelecida, pois ambos se conhecem. Mas, se o apetite diminui bruscamente, algo de errado aconteceu.

- Ele tem se irritado ou fica stressado com facilidade.

- Sente que é deixada para segundo plano muitas vezes.

- Quando você telefona dificilmente consegue falar com ele.

- Ele tem crises excessivas de ciúmes.

TRAIÇÃO
Os estudos realizados sobre a infidelidade nunca são 100% conclusivos porque tratando-se, naturalmente, de um tópico muito sensível (para ambos os sexos!), concluiu-se que os inquiridos neste tipo de pesquisas raramente revelam a verdade nua e crua. No entanto, existem números incontornáveis:

- Os homens traem mais do que as mulheres (60% vs 40%); mas ambos fantasiam ter uma relação extraconjugal (60% vs 55%).

- É verdade que tudo depende das circunstâncias, alerta a terapeuta de casais Marian Helena Matarazzo, autora do livro “Encontros, Desencontros & Reencontros”. “Casos passageiros causam menos estragos e são mais fáceis de perdoar do que aqueles mais longos, que pressupõem envolvimento emocional”, diz.

- No caso dos homens, a maioria das infidelidades acontecem nos primeiros quatro anos de casamento, mas voltam a trair entre o 20º e 24º aniversário de matrimónio; no caso das mulheres, a traição normalmente dá-se entre o 5º e o 9º ano de casamento.

- Quando questionados sobre os motivos que os levam a ser fiéis, as mulheres dizem que são leais porque querem que os parceiros também o sejam; os homens não “saltam a cerca” porque não querem confusões!

- Existem várias motivações: a procura da novidade, um escape da rotina e da monotonia de uma relação de muitos anos, a afirmação da masculinidade/feminilidade (comum entre traidores compulsivos), atracção sexual ou simplesmente porque a situação se proporcionou.

- As reacções a uma traição também são influenciadas por outros factores, como a idade, a maturidade emocional, a fase em que está a relação e até os interesses materiais em jogo.

- Normalmente as infidelidades masculinas nada têm a ver com amor ou envolvimento emocional.

- A “solidão a dois”, vivida por centenas de casais, é mais comum do que se imagina. Muitas vezes, a rotina enfrentada por ambos leva à falta de diálogo e entrosamento.

A SUA REACÇÃO
- A descoberta de uma traição é o desmoronar de tudo aquilo que dava como certo até aquele momento. Sente-se sozinha, incapaz de perdoar e de voltar a confiar no seu parceiro.

- Descobrir a traição por conta própria ou saber por meio de terceiros tende a tornar a situação muito mais difícil. Por mais que ele se mostre arrependido, ficará a impressão de que tal sentimento se deve a ter sido apanhado em flagrante, e não à própria vontade de corrigir o erro, evitando reincidências.

- Quando é ele que toma a iniciativa de contar a descoberta é tão má como quando descobrimos por outras vias. Mas neste caso costuma ser mais fácil perdoar. O fato de admitir a escapadela sinaliza “lealdade” (que é diferente de fidelidade) e sincero arrependimento. “Isso preserva, de certa forma, o vínculo de cumplicidade, amenizando a gravidade do deslize”, explica a psicóloga Karina Brito.

- Inicialmente o mais provável é ser incapaz de compreender que o seu companheiro esteve física, emocional e intimamente ligado a outra pessoa que não você.

- Vai perder muito tempo a reviver o tempo em que a infidelidade ocorreu, fazendo ligações e tentando perceber como é que não viu o que se estava a passar, como é que não viu que a sua vida se tornou uma mentira.

- Confrontada com esta realidade à qual não consegue fugir, os episódios de choro, de gritos, discussões, agressões e o partir de objectos são comuns – sente-se fora de controlo e é assim que vai agir.

- Cuidado porque a fúria pode cegá-la, impedindo-a de pensar de forma clara e racional, o que pode trazer ao de cima o desejo de vingança. Nesta altura, é preciso pensar que esta é apenas mais uma fase e também esta vai passar.

- Tomar atitudes baseadas nas emoções e na dor vão provavelmente levá-la a fazer coisas sobre as quais mais tarde vai arrepender-se.

- Após ter acabado com toda a sua raiva, vai sentir-se esgotada e fraca. Esta fase pode vir dias a meses depois de ter sabido a notícia.

- Embora devastada, começa a raciocinar novamente, deixando de pensar na outra mulher e volta as suas atenções para a sua vida e para a forma como vai ter que resolver a situação.

- É importante definir bem o que quer para si. Quer tentar resolver as coisas com o seu companheiro? Ou quer seguir a sua vida em frente?

- Terá de questionar-se: consigo viver com esta nova realidade? Vou conseguir perdoar o meu companheiro e não falar sobre a sua traição todos os dias? Confio nele? Ele já assumiu a sua responsabilidade, a sua culpa? Foi totalmente honesto quando disse que nunca mais voltaria a acontecer nada semelhante? Se sim, a reconciliação é um objectivo realista. Se, por outro lado, o seu parceiro continua a desmentir o seu caso amoroso, não responde às suas perguntas, continua a agir de forma suspeita e/ou mantém o contacto com a outra mulher, terá de avaliar se vai conseguir viver assim. Talvez a reconciliação não seja uma meta razoável. Terá de pensar em si. Coloque-se em primeiro lugar.

- É comum a mulher ficar ressentida com toda a situação e viver desconfiada, na tentativa ilusória de se prevenir de uma outra decepção. Essa é uma atitude de quem não perdoou e de quem ainda tem raiva do parceiro.

MELHOR SOZINHA
- Se optou por terminar a relação, esta será uma fase de intensa solidão, mas é importante reagir.

- O mais importante nesta fase, apesar de ser o que custa mais, é cortar o contacto com o seu ex-companheiro. É mais difícil quando se tem filhos, mas é importante que corte o contacto com ele. O mais natural é ele vir atrás de si, querer saber de si, mas explique-lhe que nesta altura tem que tomar essa postura. E seja firme em relação a esta sua decisão.

- Mude de telefone, mude de email, mude…

- Perca uma tarde para estudar a sua casa e altere a disposição dos móveis. Muitas pessoas referem que ao estar em casa, sozinhas, as lembranças vêm mais facilmente. Assim ocupa-se e talvez traga boas energias se seguir alguns conselhos Feng-Shui.

- Procure novos interesses, novos locais, novos restaurantes, novas discotecas.

- Não vá a correr para os braços de outro homem pois não estará preparada por um novo envolvimento emocional.

- O importante é não se fechar em casa numa depressão profunda.

- É difícil seguir-se em frente, mas se foi forte o suficiente para o fazer é porque consegue até ao fim.

PERDOAR A TRAIÇÃO
- “Querer perdoar é o primeiro passo para o perdão”, afirma a psicóloga Sylvia Sabbato.

- Está comprovado que os casais que conseguem sobreviver e ultrapassar uma infidelidade, acabam por sair dessa crise com uma relação mais forte do que nunca.

- Para a psicóloga Maura de Albanese, diretora do Instituto de Psicologia Avançada,em São Paulo: “só perdoamos quando compreendemos a situação. É um processo intelectual, não tem nada de emocional. A mulher que perdoa entende o que o marido fez e onde ela também errou”, diz Maura.

- Reconhecerem que não seria um obstáculo muito fácil de contornar e dar, um ao outro, o espaço e o tempo necessário para o fazer é essencial.

- É preciso controlar a impulsividade e pensar profundamente naquilo que era melhor para cada um.

- A psicóloga Sylvia Sabbato afirma que a mulher traída tem de estabelecer regras para que o perdão funcione. “Ela pode perguntar o que quiser e ele deve responder. Mas, para evitar o desgaste, é fundamental marcar dia e hora para isso”, afirma. Porém, a mulher deve ser sincera a ponto de não abusar dessa sua condição “privilegiada”. “Ela tem de saber se quer mesmo continuar a relação ou apenas fazer o parceiro sofrer ao espezinhá-lo. Por isso, é sempre bom buscar um terapeuta para agir como um intermediário”, diz Sylvia.

- Tentem perceber o “porquê” da traição (se existir “porquê”).

- Não se deixe influenciar por familiares ou amigos, a escolha é sua e só você sabe o que se passa consigo e na sua relação.

- Dediquem-se em conjunto à reconciliação.

- Comprometam-se (ambos) a serem honestos.

- Comuniquem um com o outro. Não deixem nada por dizer.

- Só o facto de terem ultrapassado, com amor e dedicação, um momento tão delicado como uma traição é o suficiente para fortalecer qualquer relação.

- Este será um processo longo e árduo, onde também você terá de se questionar acerca do seu papel na relação e como melhorá-la.

- Não se martirize ao querer saber os detalhes mais sórdidos, os pormenores, onde foi, com quem foi. Isso é para se falar uma vez e depois esqueça. Tente esquecer. Mas a contínua lembrança desse momento a este nível pode deitar abaixo a vossa relação.

- Exija do seu parceiro total honestidade, que cesse todo e qualquer contacto com a outra mulher (se ainda não o fez), que não desdramatize a situação, que não a culpe exclusivamente a si, esperando que esqueça o assunto de um dia para o outro.

- Se fez alguma coisa que possa ter contribuído para essa infidelidade, tem de assumir a sua quota-parte da responsabilidade.

- Uma comunicação aberta e franca sobre tudo aquilo que aconteceu, o que sentiram e o que sentem agora é meio caminho andado para voltar a estabelecer uma relação de confiança.

- O regresso a um dia-a-dia onde o seu homem está nitidamente a fazer um esforço para se redimir e voltar a solidificar a vossa relação é um bom sinal.

- Da sua parte, também terá de estar preparada para perdoar e para não dificultar uma situação que por si só já é complicada.

- O ideal não é procurar a relação que tinham, mas sim começar de novo.

- O que nunca vai poder apagar da mente serão nomes, lugares, ou momentos que vão recordar a altura em que o seu companheiro foi infiel: pode ser uma música muito popular naquela época ou o restaurante pelo qual passa quando vai ao dentista e onde sabe que eles jantaram frequentemente. Estas lembranças podem surgir a qualquer momento e não há nada que possa fazer para as evitar, apenas evite ficar obcecada com coisas que estão agora no passado, que não pode mudar e que no fundo está a tentar esquecer e enterrar.

- Consciencialize-se de uma coisa, a sua relação com o seu parceiro nunca será como antes.

- Filhos, situação financeira, solidão, falta de objectivos de vida, culpa, baixa auto estima são alguns dos motivos que levam uma mulher a perdoar a traição e tornar sua vida um inferno. Não deixe que este seja o seu caso.

- Não perdoe só porque não consegue imaginar-se sozinha. Vai acabar por deixar de ter controle sobre a situação e as coisas tendem a desmoronar. Cuidado para não confundir dependência emocional com amor.

- Nem pense que só por estar a sentir-se rejeitada por este homem que mais ninguém a vai desejar! Não deixe a sua carência prendê-la a uma situação que não deseja.

PÓS-CRISE
- Como ninguém está livre de ser traída, o ideal é cuidar de si mesma para ficar segura das suas decisões mais importantes na vida.

- Mantenha os amigos próprios, um trabalho ou actividades que dêem prazer, cuide do seu corpo e da sua mente. Esta postura vão torná-la uma mulher mais independente emocional e materialmente.

- Com ou sem o seu homem, vai recuperar e bem.

- Vai demorar o seu tempo, mas sairá deste momento horrível uma pessoa mais forte, mais saudável, mais atenta.

- Não pode entregar a sua felicidade numa bandeja a outra pessoa, nem estar totalmente dependente do seu parceiro, seja ele quem for.

- Cultive os seus próprios interesses e amigos.

- Tenha uma vida própria – se a relação não sobreviver, terá uma rede de apoio; se sobreviver, esta será uma preciosa lição de vida e de crescimento pessoal.

colocar o preservativo com a boca



1º passo
Colocar o preservativo na boca (com a zona exterior no interior da nossa boca).

2º passo
Fazer uma ligeira sucção de forma a que o preservativo fiquei à saída da nossa boca, sem entrar totalmente na cavidade bucal.

3º passo
Com a língua, retire o ar da ponta do preservativo (reservatório de sémen).

4º Passo
Encoste a boca ao pénis com o preservativo encaixado pronto para ser desenrolado.

5º Passo
Desenrole o preservativo com a ajuda dos lábios (não é fácil pois é preciso o preservativo ter ficado centrado e é necessário uma certa “força” dos lábios).

6º Passo
Dê uma ajuda com a mão quando não conseguir desenrolar mais.

Coisas que eles adoram

- Dar o primeiro passo…

- Mas fazê-lo crer que foi ele que o deu.

- Fazer-lhe cócegas e partirem-se a rir!

- Fazer-lhe um jantar romântico.

- Fazer um streaptease.

- Admirá-lo. Ele tem que sentir que para si é a oitava maravilha.

- Gostar de si mesma!

- Rir. Os olhares marotos agradam-lhes, mas a sua gargalhada franca derretê-lo-á.

- Exibir o seu peito: grande ou pequeno… eles ficam loucos.

- Deixar-se levar. Excite-o com a sua naturalidade.

- O gloss ou brilho nos lábios.

- Dar-lhe massagens nas costas. Eles não resistem.


- Ouvi-lo atentamente, quer esteja a dar-lhe a maior seca sobre futebol como quando lhe diz que está linda.

- Cantar-lhe uma canção ao ouvido.

- Uma gota de perfume no pescoço, no umbigo… e atrás dos joelhos.

- Agarrar na mão dele se lhe apetecer. Mas cuidado, também existem aqueles que gostam de- andar mais soltos.

- Fazer-lhe uma vontade.

- Não se retrair quando lhe quiser fazer uma pergunta. Faça e pronto!

- Contrariá-lo de vez em quando. Porque é que acha que a Scarlett O’Hara tinha tanto sucesso?

- Ser optimista, mesmo que o mundo esteja a cair.

- Andar como a Marilyn: bamboleando a anca.

- Ter segredos… ou parecer tê-los. A sedução alimenta-se da ânsia de querer conhecer o ou- tro.

- Falar-lhe de… DELE!

- Fingir-se tímida…

- Mas ser capaz de vancer a timidez por ele.

- Procurar qualquer desculpa para lhe tocar.

– Suspirar e deixar-se levar enquanto ele a estiver a fazer feliz.

- Explicar-lhe detalhadamente como a deve acariciar.

- Seja ciumenta, mas sem exageros. É uma forma de lhes mostrar como são importantes para si.

- Uma mini-saia. Essa nunca há-de sair de moda!


- Milhões de mimos. Não tenha medo e seja romântica.

- Ficar com pele de galinha quando ele lhe toca.

- Esconder a aliança algures no seu corpo e fazê-lo procurar.

- O seu atrevimento na hora de experimentar novas sensações.


- Ser você a colocar-lhe o preservativo.

- Provocá-lo: “Não és capaz de…”

- A luz acesa. Não se retraia; se a luz não for directa a celulite não se vê.

- Fazê-lo esperar até estar segura dos seus sentimentos.

- Verem juntos um filme mais picante.

- Dar-lhe liberdade para se divertir com os amigos dele.

- A sua pele suave recém saída do banho.

- Mater a sua vida privada, por muito que goste dele.

- A sua nudez.

- Uma pequena tatuagem, autêntica ou não, na zona do cócix/lombar.

- Manter o álcool o mais longe possível.

- Dizer a verdade… quase sempre.

- Fazer amor com quem realmente ama.

- Renovar a sua lingerie. Consulte-o, porque por muito básicos que sejam os gostos dele, sempre serão diferentes dos dos outros rapazes.

- Estar preparada contra a gravidez e doenças.

- Imitar um clássico: nove semanas e meia.

- Mudar de visual.

- Dormir juntos e abraçados.

- Fazer tudo devagarinho.

- A confiança.

- Os beijinhos na nuca.

- Ser diplomática. Insinue de uma forma politicamente correcta que não concorda.

- Os afrodisíacos.


- Segui-lo com o olhar.

- A sinceridade: não deixe nunca de clarificar as coisas.

- Dizer-lhe: amo-te!

Vantagens do sexo

O sexo transforma, para melhor, o desempenho físico e psíquico dos seus praticantes, já que ele modifica toda a química do corpo. Entre as diversas substâncias liberadas no ato sexual está a endorfina. Essa proteína afecta mecanismos cerebrais que controlam o humor, a resistência ao stress, à dor e, principalmente, às sensações de prazer.

- Não há contra-indicações ou efeitos colaterais.

- Não é preciso usar com moderação.

- Alivia o stress.

- Ajuda no combate à depressão.

- Revitaliza o corpo.

- Estimula a mente.

- É um excelente exercício, aeróbico e anaeróbico, relaxante. Quem pratica alivia as tensões e descarrega energia, activando o metabolismo. É comum sumirem as dores de cabeça ou nas costas.

- Queima 3 a 10 calorias por minuto, uma média de 100 calorias por relação.

- A musculatura é enrijecida, devido à contracção de músculos como os abdominais, nádegas e pernas.

- Para as mulheres, vale ressaltar mais uma vantagem: ao melhorar a circulação sanguínea, o sexo ajuda a derrotar a celulite.

- As pessoas que praticam relações sexuais com regularidade conseguem equilibrar as suas hormonas e estimular as suas potencialidades. Costumam ser pessoas mais felizes com elas mesmas.

- O sexo aumenta a auto-estima e o ânimo para trabalhar e para enfrentar os problemas do dia-dia.

dicas para aumentar a carga erotica da penetracao

- Aposte nos preliminares pois ajudam bastante na lubrificação.

- A vagina ou o ânus devem estar lubrificados. No caso da vagina, pode bastar a lubrificação natural que é estimulada durante os preliminares. Mas pode ser que precise de um lubrificante extra.

- O ideal é usar lubrificantes à base de água.

- No caso do sexo anal a lubrificação é muito importante porque o ânus tende a lesar-se mais facilmente na penetração.

- O ideal é fazer uma penetração firme e suave ao mesmo tempo. Tente orientar as coisas de forma a começar apenas com a cabeça do pénis. Vá fazendo pequenas penetrações. A penetração deve ser feita a pouco e pouco para se ir acostumando.

- Para que tenha bastante precisão nos movimentos e bastante carga erótica, é fundamental que tenha um bom movimento de pélvis.

- Respire. A respiração mais controlada vai dar-lhe a calma necessária para aproveitar ao máximo.

- Você deve estar atenta às reacções do seu parceiro.

- Depois de uma entrada mais profunda, faça alguns movimentos com a sua pélvis, para frente e para trás, preenchendo-a.

O que é preciso saber sobre eles.

Você pode ser tudo o que há de melhor, mas não pense que irá impressioná-lo com um corpo perfeito, ou exercitando o que aprendeu com as amigas ou em manuais de sexo. Para tornar-se uma parceira inesquecível, é preciso lembrar-se que antes de ser um animal sexual, ele é um homem. Esse reconhecimento é básico. Daí, estes pequenos truques e dicas para os conhecer um bocadinho melhor e talvez surpreendê-lo:

- Se pudessem, eles tinham relações sexuais com todas? Sim, nem que seja na sua imaginação. Como afirmou Charles Darwin, o impulso masculino natural é o de propagar seus genes. Além disso, a cultura contribui para que eles achem que quanto mais sexo, melhor. Mas nem todos partem para a prática.
- Se ele atravessa um momento difícil, ou tem problemas para resolver, não espere que o sexo tenha o fogo de outros momentos. Pode ser que algumas vezes, ele fique tão absorvido pelos próprios problemas que não queira nada. É nesta altura que tem de se mostrar carinhosa e solidária.
- Com ou sem perfume? Claro que nenhum homem normal gosta de mulher que não toma banho, mas cuidado com o exagero. Não cometa o erro de usar perfumes que escondam seu odor natural. Perfumes fortes causam efeito contrário ao que se espera provocar. Além disso, os homens adoram mulheres limpas e cheirosas naturalmente.
- Não se esqueça de limpar a maquilhagem antes de dormir (com sabonete ou um desses lenços demaquilantes). A pior coisa é acordar com duas manchas negras nos olhos e… ele vê-la assim.
- Acordar antes dele para escovar os dentes e arranjar-se é uma boa ideia. Mas nada de batom vermelho ou olhos pintados logo pela manhã.
- De vez em quando, só para variar, “esqueça-se” de usar cuecas.
- Dê uma de “executiva” difícil… eles adoram!

- Use só a roupa interior que estiver em boas condições. Os homens riem diante daquelas cuecas velhas de algodão, que são tão confortáveis mas completamente sem sex-appeal. Usar a lingerie para tornar-se mais sedutora está ao alcance de todas. Com a variedade de modelos e cores, não tem pretextos.
- Não adianta ser uma chata no dia a dia e se desdobrar na cama. As coisas não funcionam assim e os homens não são tão tolinhos a ponto de se deixarem enganar. Trate de resolver as suas dificuldades e inseguranças amorosas fora da cama para não comprometer o prazer sexual.

Truques para um Sexo de Qualidade

- Os preliminares são muito importantes. Massajar, dançar, abraçar, a alquimia ambiental, a música certa, a luz indirecta, um bom vinho, umas velinhas pela casa, uma banheira pronta para um banho de imersão, tudo colabora para criar o clima e aumentar a carga erótica.

- Para o sexo é melhor que ter um corpo bem preparado. Exercícios físicos específicos para certos grupos musculares potenciam a performance de qualquer e permitem mais resistência para permanecer em posições que são difíceis mas extremamente estimulantes.

- O melhor sexo é feito quando a pessoa está descansada, bem dormida, sem preocupações, sem pressas.

- Quanto mais mobilidade da pélvis você tem, mais carga erótica cria. Por isto, mexa as cadeiras!

- Use fantasias apenas para os primeiros momentos. Depois passe para as sensações. Use e abuse dos cinco sentidos (audição, tacto, visão, paladar e olfacto). O foco nas sensações dá um orgasmo ilimitado.

- Pélvis solta, respiração profunda, sexo aceso, coração conectado, o corpo todo a participar, olhos nos olhos, alquimia ambiental, bom astral. Tem tudo para ser perfeito.

- Antes da penetração, o preservativo. O lubrificante pode ajudar muito. Brinque com as penetrações rasas e as profundas. Respire sempre profundamente. Use as mãos para espalhar a energia tântrica por todo o corpo.

- Não se esqueça que ejaculação é diferente de orgasmo.

Truques para um Bom Sexo Oral



Aqui estão algumas dicas para a mulher moderna fazer um bom sexo oral:
1) Surpreenda! É uma chatice ter que pedir para mulher fazer sexo oral. Quando estiverem com um bom clima inicie sem ser preciso sequer uma sugestão da parte dele.
2) Oral tem que levar o seu tempo… Demore tempo, perca uns minutos de volta dele… tenha feeling no acto!
3) Cuidado com as mordidas. Uma mordidinha de leve pode ser interessante, mas não morda como fosse um chocolate; a cabeça é extremamente sensível.
4) Cuidado com os dentes. Este erro é o mais comum. Existem mulheres que não abrem a boca como deve ser ou que movimentam o pénis com os dentes, e assim raspam os dentes constantemente. Tente usar mais os lábios.
5) Utilize temperos. Há uma série de ingredientes que colaboram para deixar o oral mais interessante. Um deles são as pastilhas de mentol ou água gelada (ou a combinação explosiva de ambos). Ponha um na boca e depois beba a água. É indescritível a sensação. Leite condensado e marshmallow também são uma boa sugestão.
6) Olhar de rabo de olho. Este é curioso, mas muitos homens adoram quando a mulher está fazer o oral a olhar nos olhos dele. Não tenha vergonha!
7) E os testículos? Algumas mulheres têm nojo, outras ignoram-os e poucas conhecem o poder que os testículos têm. Um oral bem feito abrange essa área. Tem muitas terminações nervosas, o que o torna uma boa fonte de prazer quando estimulado. Dê umas lambidelas e pequenas chupadinhas, o resultado é imediato.
8) Elogie. Eu sei que para muitas mulheres isso é um pouco constrangedor. Mas, um elogio curto e sincero (principalmente) é sempre muito bem-vindo e inesquecível.
9) Não se esqueça das mãos. Elas podem fazer coisas óptimas e bastante excitantes enquanto apenas a boca está ocupada!
10) A polémica, engole ou cospe? Para mim isso é indiferente. A essa hora já nada interessa. O importante é antes!

Truques Para Saber Beijar

- Os beijos são um convite ao amor e à sexualidade, por isso quando beijar, SINTA!

- Se não souber o que fazer na hora, fique calma (o). É só abrir a boca devagar e imitar o que o outro está fazendo. Se o seu (sua) parceiro (a) é mais experiente, deixe que ele tome a iniciativa, acompanhe-o apenas

- Feche os olhos, ajuda a aumentar os restantes sentidos e a concentrar-se no que está a fazer.

- Não fume nem beba álcool. O hálito é muito importante nestas alturas.

- Por conseguinte, tenha sempre uma higiene oral cuidada. Nunca sabe quando é que vai dar o seu próximo beijo.

- Relaxe! Se estiver tensa não vai conseguir pôr esses lábios suaves e molinhos. Por isso relaxe os músculos faciais e os músculos orais e evitará ter uma boca tensa e rígida.

- Mova os seus lábios suavemente.

- Tente seguir o ritmo da outra pessoa se está a gostar ou então imponha o seu ritmo se não está confortável.

- Mude os movimentos da boca e da língua para descobrir sensações novas.

- O ambiente também importa: se você estiver a planear o primeiro beijo com aquela pessoa especial, escolha um momento romântico e um bom lugar. Os beijos sempre ficam melhores quando o resto ajuda.

- Não fique a beijar a toda a hora. Mantenha a expectativa: se beijar é bom, manter o interesse da outra pessoa é ainda melhor. Saiba a hora de parar um pouco, conversar e dar um tempinho antes de começar de novo.

- Diminua o ritmo na hora certa: antes de parar o beijo diminua a intensidade do beijo para não deixar a outra pessoa com vontade…

- Coloque um bocadinho de perfume atrás da orelha. Mas não exagere até porque se a outra pessoa se estender para esses campos vai deparar-se com um sabor muito desagradável.

- Enquanto beijar, abrace, acaricie, dê outros mimos. Quando está a beijar não tem de parar tudo o resto. Use as mãos… Cafunés são óptimos!

- Escolha bem a pessoa: beijar por beijar nem sempre é bom. Escolha bem a pessoa, a ocasião… escolhas erradas dão sempre maus resultados.

- Use os dentes com cuidado. Umas mordidinhas nos lábios são bastante excitantes para a maioria das pessoas. Vá com calma, mas não deixe de experimentar.

- Sorria depois: mostre à outra pessoa que você gostou do beijo. Se você ficar com uma atitude séria, vai parecer que o beijo foi horrível.

- Hidrate os seus lábios para estarem sempre suaves. Coloque à noite sempre um pouco de batom de cieiro e vai ver bons resultados.

- Não entre a matar com a sua língua. No beijo ela tem que dar um “tratamento” suave e tem que entrar aos poucos.

- Beije em todo o lado! Não existe só a boca no corpo da outra pessoa!

- Se acordou ao lado da outra pessoa e prepara-se para um beijo daqueles de “Bom Dia” não se esqueça que de manhã o nosso hálito é muito desagradável. Dê um beijinho suave de lábios serrados ou então lave a boca primeiro.

- Alguns sexólogos ocidentais sugerem alternar os beijos com e sem língua, para que sejam sensuais e sexuais ao mesmo tempo.

- Os beijos “sem língua” não se devem limitar a lábios contra lábios: brinque com eles, prenda um dos lábios da outra pessoa com os seus, beije-o, passe-o por todo seu rosto, pelas suas bochechas, pela sua testa, e pelas pálpebras.

- Mordisque: introduza a língua na boca do seu parceiro e mordisque com suavidade os seus lábios, pressionando um pouco, de modo a que o beijo se transforme numa leve mordida.

- Explore: percorra o interior da boca com a língua bem devagar. Introduza-a no espaço onde o lábio superior se une com as gengivas e acaricie-as. Isto produz cóssegas excitantes. Explore este espaço onde se unem as gengivas e o lábio inferior.

- Na altura de beijar, procure respirar o odor do rosto do seu parceiro. Isso interfere na química do beijo, deixando-o ainda melhor.

- Tente fazer com que seus primeiros beijos aconteçam com alguém de quem você realmente goste, se sinta atraída ou alguém que você já esteja a seduzir há algum tempo.

- Seja o mais natural possível.

- Se você não gostou do primeiro beijo, não desanime. Esse é um conhecimento que você só domina com a prática. Afinal, o jeito mais eficaz de aprender a beijar é… Beijar muito!!!

- Não beije com uma camada grossa de batom. Não vai querer alimentá-lo, pois não? E já agora, se souber que vai beijar… tenha cuidado com os batons de cor. Ele vai parecer um palhaço!

- Tenha atenção para não fechar a boca em demasia. Há que dar espaço para o beijo acontecer.

- Cuidado com os dentes! Não choque com tudo o que lhe aparece à frente!

- Um beijo apaixonado: começam com pequenos beijinhos de boca fechada, mas suaves na mesma. Depois começam a esquentar o clima. Começam com um beijo de língua simples e vão aos poucos entrando em sintonia, transformando um beijo que seria considerado derretedor numa ocasião superexcitante.

- Não se apresse: deixe que o momento chegue. Quando um beijo não tem espontaneidade, pode ser que os dois fiquem pouco à vontade e o resultado seja um desastre.

- Não force: os beijos nem sempre são apaixonados. Comece com calma e cuidado, para não assustar quem se está a beijar.

- Controle a saliva: beijo muito molhado é péssimo. Controle direito o beijo e saiba a hora de parar um pouco… Afinal, ninguém quer morrer afogado ao beijar, não é?

- Nada de beijos depois de comer: se for o caso, tenha sempre pastilhas elásticas no bolso, pois não é nada agradável dar beijos com sabor de carne ou, pior… de cebola.

- Não mexa demais a cabeça. Pode acabar com enjoos ou então com uma trolitada nos dentes do outro!

- Os lábios dos dois devem estar juntos para não dar a sensação de se estar a devorar a boca da outra pessoa.

- Atenção aos seus lábios: eles devem estar sempre húmidos e sem fendas… quanto mais suaves estiverem, melhores serão os beijos.

- Nada de beijos super apaixonados em locais públicos… é de mau gosto.

Alguns tipos de beijo:
- Beijo de tia: aquele em que só as bochechas se encostam e a boca beija o nada.
- Beijo francês: o famoso beijo de língua.
- Beijo chinês: cola-se os lábios e o nariz na bochecha do parceiro, aspira-se o seu perfume e em seguida estala-se a boca num beijo sonoro.
- Beijo japonês: dado pelo homem na nuca da gueixa.
- Beijo esquimó: só encosta o nariz.
- Beijo borboleta: os cílios encostam-se e os olhos piscam.

Veja quantos beijos tem que dar para mandar embora as caloria de:
1 lata de coca-cola = 11,5 beijos
1 barra de chocolate de 100g = 45 beijos
1 bola de gelado de morango = 6 beijos
1 taça de pudim de baunilha = 10 beijos
1 goma = 2,5 beijos
1 rebuçado = 1,5 beijos
1 pãozinho francês = 11 beijos
1 fatia de bolo sem recheio = 16 beijos
1 pedaço pequeno de piza (100g) = 20 beijos
1 pires cheio de batatas fritas (150g) = 10 beijos
1 chávena de café com açúcar = 4,5 beijos
1 taça de gelatina = 5,5 beijos