dailymotion-domain-verification-bf8367051eadca91-dmebea1o8ssgrxz1l Jacir Holowate: 14 de Janeiro de 2010 stat counters

Audiencia do site

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Festival de Ariquemes abre espaço para novos talentos na música

A+A-


Foto: Divulgação
Estão abertas até o dia 12 de fevereiro as inscrições para o 1° Festival de Talentos de Ariquemes. Vinte canções serão selecionadas para a apresentação nos dias 17 e 18 de abril no Espaço Alternativo, no município. A Fundação Rio Madeira é a executora do projeto, que tem como realizadores a Prefeitura Municipal de Ariquemes e o Ministério da Cultura, dentro do Projeto Balaio Cultural.

Qualquer pessoa pode participar, desde que com canções inéditas de própria autoria ou de terceiros, e em língua portuguesa. Podem ser inscritas mais de uma música por participante, independente do estilo musical.

As 20 canções selecionadas passarão por produção e gravação em estúdio para a divulgação na mídia antes do dia do evento, o que facilitará a apreciação popular. As seis melhores músicas, escolhidas pelos jurados nos dias do Festival, ganharão o direito de gravar a composição no cd.

No ato da inscrição, no Centro Cultural Lídio Sohn, em Ariquemes, o participante deve entregar, além da letra da composição, um cd no formato wav ou mp3 com a música ? voz e violão ou voz e teclado ? com, no máximo, 3 minutos e 20 segundos.
A Justiça e do Direito nos jornais desta quinta
14/1/2010 - 09:54 - ( Nacional )

Reportagem da Folha de S.Paulo informa que a Comissão de Anistia do Ministério da Justiça decidiu, nessa quarta-feira (13/1), conceder anistia aos filhos de três personagens da história política do país. Um filho do líder comunista Luiz Carlos Prestes, dois filhos do ex-presidente João Goulart e três do ex-governador Leonel Brizola terão direito a receber uma reparação, em parcela única, de aproximadamente R$ 100 mil. Exilado aos 9 anos de idade, Luiz Carlos Ribeiro Prestes, 50, um dos 10 filhos de Luiz Carlos Prestes, viveu com a família na antiga União Soviética por cerca de 15 anos: "Não há reparação que apague o fato de uma criança ter de visitar o pai de olhos vendados e só poder conviver com ele umas poucas horas". Ele estudou cinema na União Soviética, mas disse que, até hoje, não conseguiu a validação de seu diploma no Brasil. Ele espera que a condição de anistiado facilite esse processo.


Novo decreto
Pressionado pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim, e pelos comandantes militares, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva editou na quarta (13/1) decreto criando grupo de trabalho interministerial que vai elaborar projeto de lei da comissão da verdade sobre a ditadura militar (1964-1985) sem mencionar a expressão "repressão política". Sem alterar o polêmico decreto que instituiu o Programa Nacional de Direitos Humanos, alvo de críticas também da igreja, da mídia e de ruralistas, o novo decreto visa encerrar a mais recente crise militar, informa aFolha. O Globo, o Estadão e o Jornal do Commercio também abordam o assunto.


Discórdia mantida
Já o Estadão publica que o recuo do Planalto para reverter o descontentamento dos militares com o Programa Nacional de Direitos Humanos não acaba com a crise, pois se restringiu a um dos 518 itens do documento, que tratou de temas tão diversos como controle da mídia, aborto e conflito agrário. O consultor jurídico da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), Rodolfo Machado Moura, lamentou que a presidência tenha mantido "ilegalidades" do texto original. "A interferência nos meios de comunicação, o monitoramento, está tudo lá ainda", disse.


Castelo de Areia
De acordo com a Folha, a Justiça autorizou a Polícia Federal a abrir 19 novos inquéritos para apurar crimes de corrupção passiva e ativa que supostamente envolveriam a construtora Camargo Corrêa, obras, órgãos e agentes públicos. Um dos investigados será o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, Robson Marinho. A decisão judicial também atendeu a pedidos da PF de abertura de investigações sobre delitos de fraude em licitação e formação de cartel que teriam sido cometidos por empreiteiras em obras em todo o país. Os inquéritos criminais são desdobramentos da Operação Castelo de Areia, iniciada em março do ano passado para apurar supostos crimes financeiros atribuídos a executivos da Camargo Corrêa.


Rescisões superfaturadas
O Senado pagou rescisões trabalhistas superfaturadas para funcionários indicados politicamente, entre 2004 e 2008, destaca a Folha. Os dados constam em relatório da Secretaria de Controle Interno da Casa, que identificou um prejuízo de R$ 257 mil aos cofres públicos. Segundo o documento obtido pelo jornal, 128 servidores comissionados foram supostamente beneficiados ao deixarem seus cargos. Há casos de pagamento de até R$ 23.921 acima do valor real da rescisão. Filha do senador Romero Jucá (PMDB-RR), Marina de Holanda Menezes Jucá trabalhou no gabinete do pai até 30 de novembro de 2004. Quando foi exonerada, ela recebeu R$ 2.302 a mais do que deveria, segundo o relatório.


Leilão da Vasp
O Valor Econômico informa que a massa falida da Vasp só conseguiu arrecadar R$ 2 milhões com leilões. As dívidas, no entanto, são estimadas em R$ 3,5 bilhões. A empresa teve falência decretada em setembro de 2008 por não conseguir cumprir o processo de recuperação judicial iniciada em 2005.


Lei da Billings
O Jornal do Commercio informa que o governador de São Paulo, José Serra, regulamentou a Lei da Billings. O decreto permitirá a regularização fundiária de 100 casas no entorno da represa. O governador negou que a regularização em massa seja anistia à ocupação irregular.


Fonte : CONJUR Autor : CONJUR
Mil aves são apreendidas em MG
14/1/2010 - 09:56 - ( Nacional )

Suspeita é que elas saíram de Mato Grosso.
Quatro pessoas foram detidas.

Mil pássaros foram apreendidos na madrugada desta quinta-feira (14), em Uberlândia (MG). Eles teriam saído de Mato Grosso e seriam vendidos em cidades de Minas Gerais, do Distrito Federal e no Ceará.

Quatro homens foram presos.

Fonte : G1 Autor : G1
Sobe para 14 o número de militares mortos por tremor no Haiti, diz Exército
14/1/2010 - 09:58 - ( Nacional )

Em nota, Exército confirma ainda que quatro estão desaparecidos.
País foi atingido por terremoto de magnitude 7 na terça-feira (12).

O número de militares mortos no Haiti subiu para 14, segundo o Comando do Exército. Um tremor de magnitude 7 devastou a capital, Porto Príncipe, na terça-feira (12). O Brasil comanda uma missão de paz da Organização das Nações Unidas no país. Outra morte confirmada é a da fundadora da Pastoral da Criança, a médica Zilda Arns.

As informações sobre vítimas e danos ainda são desencontradas, e o tremor afetou a estrutura de telecomunicações do pais.

Em nota divulgada na manhã desta quinta-feira (14), o Exército informa ainda que quatro militares que estavam no quartel da Missão das Nações Unidas (ONU) para a estabilização no Haiti (Minustah), em um hotel, são considerados desaparecidos. Outros 14 militares ficaram feridos -- 12 estão em um hospital no Haiti e dois, com ferimentos mais graves, foram levados para a República Dominicana.

Em entrevista ao "Bom Dia Brasil", o general Carlos Alberto Barcellos, chefe do setor de comunicação do Exército, disse que ainda não há previsão de quando os corpos das vítimas devem chegar ao Brasil. "A nossa pretensão é que, assim que possível, nós possamos trazer os corpos para entregar às suas famílias." De acordo com ele, a decisão sobre o transporte dos corpos depende de vários "detalhes", incluindo condições técnicas e a capacidade de operação do aeroporto.

Barcellos afirmou que há dificuldade na movimentação das tropas nos locais mais atingidos pelos abalos.

O ministro brasileiro da Defesa, Nelson Jobim, chegou ao Haiti no fim da noite de quarta-feira (13). Ele deve acompanhar a situação no país após o terremoto.

Nomes das vítimas

De acordo com o texto oficial, foram confirmados 14 óbitos, entre os militares. São eles:

- 1º Tenente Bruno Ribeiro Mário
- 2º Sargento Davi Ramos de Lima
- 2º Sargento Leonardo de Castro Carvalho
- 3º Sargento Rodrigo de Souza Lima
- Cabo Douglas Pedrotti Neckel
- Cabo Washington Luiz de Souza Seraphin
- Soldado Tiago Anaya Detimermani
- Soldado Antonio José Anacleto
- Soldado Felipe Gonçalves Julio
- Soldado Rodrigo Augusto da Silva (todos do 5º Batalhão de Infantaria Leve, sediado em Lorena-SP)
- Cabo Dirceu Fernandes Júnior
- Soldado Kleber da SIlva Santos (os dois últimos do 2º Batalhão de Infantaria Leve, sediado em São Vicente-SP)
- Subtenente Raniel Batista de Carmagos (do 37º Batalhão de Infantaria Leve, sediado em Lins-SP)
- Coronel Emilio Carlos Torres dos Santos (do Gabinete do Comandante do Exército, sediado em Brasília-DF)

Outros quatro estão desaparecidos:

- Cel. João Eliseu Souza Zanin (do Gabinete do Comandante do Exército, sediado em Brasília-DF)
- Ten. Cel. Marcus Vinicius Macedo Cysneiros (do Gabinete do Comandante do Exército, sediado em Brasília-DF)
- Maj. Francisco Adolfo Vianna Martins Filho (do Departamento-Geral do Pessoal, sediado em Brasília-DF)
- Maj. Márcio Guimarães Martins (do Comando da Brigada de Infantaria Paraquedista, sediada no Rio de Janeiro-RJ)

Fonte : G1 Autor : G1
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 15 milhões
14/1/2010 - 09:59 - ( Nacional )

92 bilhetes acertaram cinco números e vão receber R$ 14.090,42.
Outras 6.105 apostas acertaram a quadra e vão receber R$ 303,33.

Nenhum apostador acertou as seis dezenas sorteadas pela Caixa Econômica Federal, nesta quarta-feira (13), pelo concurso número 1.144 da Mega-Sena.

Confira os números sorteados:

01 – 10 – 18 – 19 – 44 – 49

Segundo a Caixa, 92 apostas acertaram cinco números e cada uma vai receber R$ 14.090,42.

Outras 6.105 apostas acertaram quatro números e cada uma receberá R$ 303,33.

Segundo a Caixa, o prêmio acumulado para o próximo concurso é R$ 15 milhões.