dailymotion-domain-verification-bf8367051eadca91-dmebea1o8ssgrxz1l Jacir Holowate: 18 de Julho de 2010 stat counters

Audiencia do site

domingo, 18 de julho de 2010

Mulher deixa cair droga e celular da vagina em presídio

Dulcineia Maria Goes de Oliveira, de 38 anos, foi presa às 10h45 de hoje quando tentava entrar no Presídio de Trânsito, em Campo Grande, com maconha e um aparelho celular escondidos na vagina.

Segundo boletim de ocorrência registrado sobre o caso, ela deixou cair de sua genitália um invólucro plástico preto, durante revista pessoal para entrar no presídio.

Ao ser questionada, pediu a ajuda das agentes que a revistavam para entrar com o entorpecente e o aparelho. Quando as funcionárias chamaram a PM (Polícia Militar), ela começou a ameaçá-las, de acordo com o registro policial.

Dentro do invólucro que estava na vagina da mulher havia uma porção de maconha e um celular da marca LG.

Ela foi encaminhada para a delegacia e deverá responder pelo tráfico de drogas no estabelecimento prisional e por facilitar a entrada do aparelho telefônico no presídio.

Mulher tenta entrar no presídio com celular dentro da vagina

Uma mulher foi autuada em flagrante na manhã desta quinta-feira (20) na Delegacia Civil de Salgueiro. Janaína Leite, 24 anos, foi flagrada pelos agentes penitenciários no momento em que tentava entrar no Presídio da cidade com um aparelho celular.
presidiodesalgueiro270x415
De acordo com agente penitenciária Marilene Cruz, por volta das 9 horas, Janaína Leite chegou ao presídio para visitar o marido Reginaldo Leite, 57 anos, que cumpri pena por homicídio e tráfico de drogas. No momento em que estava sendo revistada, o detector de metais acionou. Ela disse aos agentes que usa um DIU – Dispositivo Intra-uterino, um artefato colocado dentro da cavidade uterina para impedir a gestação.

Após cogitar a possibilidade de realizar exames médicos para confirmar a informação, Janaína confessou e no alojamento, ela mesma tirou o telefone da vagina. O celular estava escondido sem nenhuma proteção.

Janaína falou para a agente Marilene Cruz que trouxe o aparelho para dá de presente ao marido e manter contato com ele.

CELULAR NA VAGINA

Maria foi flagrada com um celular na vagina. A intenção dela era entregar o telefone para o irmão, que está
preso no Município de Marituba- Pa. Mas o detector de metais indicou que a mulher estava com um objeto
no corpo. A policial civil a revistou e detectou a presença de algo próximo ao sexo da mulher. Após receber
a explicação de que responderia a um Termo Circunstanciado de Ocorrência – TCO e seria colocada em
liberdade, a mulher retirou o celular, um motorola, de sua vagina. O celular estava envolto em um preservativo
masculino e papel higiênico.

 
Fonte: Jornal O Liberal – Polícia - Belém Pa